Home - Opinião - Aleluia – “Allelujah” “Habemus” Correio da Beira Serra! Salvé! Autor: João Dinis (Jano)

Aleluia – “Allelujah” “Habemus” Correio da Beira Serra! Salvé! Autor: João Dinis (Jano)

Pois é caso para saudarmos. Para nos alegrarmos.   Salvé CBS !

Após uns demorados tempos em “hibernação” – esperemos que criativa – cá o temos, para já nas suas ondas informáticas. Fazia falta o CBS!

Pessoalmente, tenho ocupado parte significativa da minha vida nas escritas, as mais das vezes panfletárias. E também a ler, em que vou de uma obra literária daquelas consideradas clássicas ou mais “pesadas”, a um jornal, a um comunicado de circunstância.  Leio e escrevo por “profissão, por “desporto” e por prazer.  Enfim, e se apenas tiver, em um qualquer dos meus escritos, um só leitor a meditar num só parágrafo, numa só ideia, do que escrevo, já terão valido a pena e o esforço que, para mim, normalmente, escrever custa, dá-me trabalho…

Não sou grande escritor literariamente falando e tenho pena, muita! Mas procuro pôr inteligência solidária, ponho alma e coração, exponho-me, naquilo que escrevo. Também por isso, revisito agora o CBS em espírito Pascal, festivo! Viva!

Corona Vírus “infectado” por terrorismo comunicacional ou “vacinado” por precaução? Negócio para alguns ou prevenção para as Populações?

Ao que ouvi agora na comunicação social, a OMS, Organização Mundial de Saúde, acaba de “decretar” que a nova estirpe do Corona Vírus está em situação de “pandemia” – enquanto disseminação mundial de uma nova doença (como já houve outras “pandemias”). Não tanto devido a taxa de mortes já ocorrida devido a esta doença, mas mais porque está a espalhar-se pelo Planeta. Há quem diga que assim vai continuar a ser enquanto não houver a respectiva vacina.  Talvez.  É que, a fazer fé nas notícias que agora nos chegam da China, neste país – acusado de ter sido o “contaminador” e de ter negligenciado um ataque mais pronto e eficaz – a doença está a regredir.

É uma boa notícia!  Porém, não está a passar na grande comunicação social, porquê e para quê?…

A grande comunicação social, à pala da “liberdade” de informação, à pala das audiências e de mais isto e mais aquilo, afinal está a “infectar” as nossas cabeças com um vírus de “terrorismo (des)informativo e comunicacional” sobre esta doença, sobre esta forma de gripe!

Sim, são autênticos “massacres” permanentes, a todas as horas, em todos os canais, em todos os países. “Resta-nos” permanecer em casa, a tremer, a mais de um metro uns dos outros, a tremer não com gripe mas com medo de ter gripe… Aliás medo e gripe “vegetam-se” um ao outro para nos “infectarem” a cabeça a nós. São as duas componentes de um mesmo “vírus”.

A doença pode até ainda nem ter começado a sério, a doer pois, também reconheço, as coisas podem complicar-se neste mundo em que é impossível fechar (todas) as fronteiras. Mas acredito, por convicção, que não vai ser tão grave assim.

É! A doença pode ainda nem sequer ter começado a doer mas reparem já no negócio que prolifera a pretexto. São – desinfectantes – máscaras – programas radiofónicos e televisivos – publicações de todos os tipos – são já muitos milhões de euros a “escorrer” e a gerarem muitos mais milhões em “encomendas”…

E quando algum laboratório farmacêutico descobrir uma vacina, quantos milhares de milhões vão logo ser fabricadas e injectadas nas Populações em todo o mundo?! Quantos biliões de dólares e de euros vão ser gastos? Que lucros fabulosos? Quais e de quanto vão ser os aumentos das acções nos mercados bolsistas? Ao fim e ao cabo, como e em quanto vão subir os lucros de alguns no jogo em que transformaram a Vida, também com este “terrorismo” ideológico e obscurantista com que nos massacram diariamente?…

Na verdade o mais difícil, hoje, não será combater o vírus – “engordado” com tanta propaganda que lhe têm feito .  O mais difícil é manter as nossas cabeças livres da “infecção” provocada pelos massacres (des)informativos e tendencialmente alarmistas.  Já basta !

Autor: João Dinis, Jano

 

LEIA TAMBÉM

As promessas por cumprir de Alexandrino. Autor: Fernando Tavares Pereira

Como sabem, foi há algum tempo que falei nas promessas que não se cumpriram. Eu, …

João Brandão, um vilão que aterrorizou as Beiras. Autor: Luís Filipe Torgal 

A vida de João Victor da Silva Brandão (1825-1880) dava um romance e um filme …