Home - Região - Oliveira do Hospital - Alexandrino acusou anteriores executivos de não terem aproveitado fundos comunitários para renovação do mercado Municipal de Oliveira do Hospital
Alexandrino acusou anteriores executivos de não terem aproveitado fundos comunitários na inauguração do renovado Mercado Municipal de Oliveira do Hospital e da nova Central de Camionagem

Alexandrino acusou anteriores executivos de não terem aproveitado fundos comunitários para renovação do mercado Municipal de Oliveira do Hospital

“O mercado que tínhamos estava morto. Não tinha poder de atracção. Hoje temos aqui dois equipamentos modernos”. O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital definiu assim, hoje, durante a inauguração oficial do renovado Mercado Municipal de Oliveira do Hospital e da nova Central de Camionagem, a necessidade e importância destes dois novos equipamentos para a cidade, nos quais foram “investidos cerca de 900 mil euros, exclusivamente suportados pelo município”. O autarca acusou mesmo os anteriores executivos de não terem pedido fundos comunitários para a construção destes espaços numa altura em que era fácil obter apoios. “Há quem afirme no seio da oposição que este executivo só faz festas, porém, no passado, os mesmos não souberam pedir fundos comunitários, quando era fácil, para estes projectos”, disse, adiantando ainda que há coisas a melhorar e que é necessário criar mecanismos de animação para atrair mais pessoas.

IMG_4809 (Small)O autarca explicou que apenas não realizou a inauguração no dia do feriado municipal (dia 7), porque, no seu entender, era importante a presença da presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, que compareceu e descerrou a placa alusiva ao momento. José Carlos Alexandrino referiu ainda que Ana Abrunhosa sempre mostrou uma grande disponibilidade para ajudar os centros de menor densidade populacional e aproveitou para deixar um apelo à responsável pela CCDRC. “Se puder nas negociações em Bruxelas ajude-nos a combater esta injustiça que é a não construção do IC6 e IC7”, rematou.

IMG_4812 (Small)Alexandrino lembrou ainda que durante este espaço de tempo (a remodelação IMG_4817 (Small)demorou um ano mais que o prazo previsto), a autarquia teve o cuidado de encontrar um espaço provisório para acolher os comerciantes, quando, frisou, poderia apenas encerrar, uma vez que “os contractos se encontravam todos caducados. “E agora na recolocação foi-lhes dada prioridade”, frisou.

Ana Abrunhosa observou que mais importante que construir este tipo de espaços é a sua manutenção. “É preciso procurar formas de os promover, criando animação”, explicou, adiantando que está convicta que o município de Oliveira do Hospital reúne condições para tirar partido do novo Quadro Comunitário de Apoio. “Pode beneficiar dos fundos disponíveis”, frisou, prometendo apoiar de “forma prioritária os centros de baixa densidade”.IMG_4824 (Small)

A terminar realizaram uma visita pelas instalações, onde decorria uma edição especial da Mostra de Produtos Biológicos e Agrícolas em Modo de Produção Tradicional de Oliveira do Hospital – “Da Nossa Terra”, uma iniciativa que permite aos agricultores e produtores vender os seus produtos frescos, genuínos e de qualidade, vindos directamente ‘da terra’ para as bancas.

 

LEIA TAMBÉM

Assessor do candidato do PS, Henrique Barreto, insultou de “forma obscena” cabeça de lista do PSD-CDS/PP

O líder do partido Chega em Oliveira do Hospital conta o que se passou, no …

A angústia de um produtor oliveirense de queijo Serra da Estrela DOP que pondera abandonar a actividade no final do ano

O pastor Paulo Rogério é um dos maiores produtores de queijo da Serra da Estrela …