Home - Politica - Autárquicas 2013 - Alexandrino promete fundo de 500 mil Euros para micro projetos (Com vídeo)

Alexandrino promete fundo de 500 mil Euros para micro projetos (Com vídeo)

A candidatura do PS à Câmara de Oliveira do Hospital já divulgou o seu programa político para os próximos quatro anos. De entre os vários compromissos, destaque para a criação de um fundo de 500 mil Euros destinado a apoiar o surgimento de micro empresas.

Confiante na reeleição no próximo domingo, 29 de setembro, José Carlos Alexandrino tem em mente a criação de “um novo modelo de desenvolvimento económico”. Isto mesmo foi dito pelo próprio candidato à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que, ontem, procedeu à apresentação do seu programa eleitoral e de onde sobressai a criação de um fundo de 500 mil euros para apoiar micro projetos ligados ao agro-turismo e ao agro florestal.

Uma medida que Alexandrino encaixa naquele que considera ser o segundo pilar do seu programa eleitoral e que incide no “desenvolvimento económico como motor de criação de riqueza e bem estar”. No fundo, o que o candidato pelos socialistas idealiza é a criação de “condições para o aparecimento de novas empresas, apoiando as que já existem”.

Num patamar superior – “no primeiro pilar” – José Carlos Alexandrino coloca medidas centradas nas pessoas. O objetivo, explica o candidato, é construir um “concelho com maior coesão social, não havendo oliveirenses de primeira e de segunda”.

Educação e saúde surgem num terceiro pilar, com José Carlos Alexandrino a comprometer-se a levar por diante medidas que possibilitem igualdade de acesso àquelas áreas. “Será uma das principais prioridades”, assegurou, garantindo desde já que “nenhum jovem oliveirense deixará de fazer a sua carreira no ensino superior se tiver essas capacidades”. Atendendo a que “o governo tem vindo a retirar direitos aos cidadãos”, Alexandrino prevê que seja a Câmara a garantir o acesso igual aos cuidados de saúde, por via de uma substituição ao próprio Estado.

Na apresentação de “um programa com ambição, mas realista”, José Carlos Alexandrino destacou uma única obra física. Em causa está a requalificação da zona história da cidade, onde o candidato conta executar um “projeto completamente diferente”.

De saída de um mandato que registou um corte de receitas do Estado na ordem dos “oito milhões de Euros”, Alexandrino disse desconhecer “qual vai ser o clima económico do país” nos próximos quatro anos. Mas, ainda assim, garante não esmorecer na reivindicação dos IC6 e IC7 que acredita venham a ser concluídos por um novo governo PS, bem como na defesa da ESTGOH.

LEIA TAMBÉM

IP3

Sonho da duplicação do IP3 continua a ser alimentado por consulta publica que decorre até Julho

O Estudo de Impacte Ambiental da duplicação e requalificação do IP3 entre o nó de …

Universidade da Beira Interior investiga formas de melhorar produção de mirtilo

A Universidade da Beira Interior (UBI) está a desenvolver um estudo que pretende melhorar a …