Home - Educação - Amianto vai ser retirado da Escola Secundária de Oliveira do Hospital, oposição critica “timing”

Amianto vai ser retirado da Escola Secundária de Oliveira do Hospital, oposição critica “timing”

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital anunciou ontem que assinou um contrato de adjudicação com a empresa “CIP- Construção, S.A” que vai permitir uma remodelação na Escola Secundária de Oliveira do Hospital (ESOH). Numa primeira fase, os trabalhos incidirão principalmente nos cinco pavilhões daquela escola com a substituição das chapas que contêm amianto por outro tipo de materiais. O “timing” do anúncio da adjudicação da obra, em plena pré-campanha eleitoral, já mereceu críticas por parte da oposição que diz não entender a razão da empreitada não ter sido realizada no período de férias, como estaria previsto, e sim durante as aulas, apontando como única razão este acto servir para a promoção da candidatura de José Carlos Alexandrino.

O início das obras de um investimento de cerca de 1 milhão de euros ocorrerá após a obtenção do visto do Tribunal de Contas. Além da retirada das placas de amianto, esta empreitada prevê também – entre outras intervenções – a reabilitação das fachadas dos edifícios e de todas as instalações sanitárias, assim como o isolamento térmico de pavilhões e a colocação de painéis solares para aquecimento de água. Os vãos e persianas também vão ser substituídos para melhorar a eficiência energética da ESOH.

O Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, e recandidato pelo PS, congratulou-se, segundo a Rádio Boa Nova, com a modernização deste equipamento escolar, do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital, afirmando que a adjudicação desta obra irá pôr termo ao problema do amianto em ambiente escolar.

“Sempre estivemos ao lado da preocupação manifestada pela Associação de Estudantes e pelos pais e encarregados de educação, relativamente aos problemas relacionados com o amianto. Fizemos todas as diligências que era possível fazer e, hoje, estamos muito orgulhosos por termos vencido esta luta. Dentro de pouco tempo, a Escola Secundária de Oliveira do Hospital estará irreconhecível e livre de qualquer placa que contenha amianto”, sublinhou o autarca, segundo a mesma rádio.

LEIA TAMBÉM

Um novo caso de COVID-19 e um recuperado em Oliveira do Hospital

O concelho de Oliveira do Hospital mantém seis casos activos de Covid-19. Desde a última …

Coligação PPD/PSD.CDS-PP de Oliveira do Hospital iniciou pré-campanha com outdoors

A coligação PPD/PSD.CDS-PP de Oliveira do Hospital “Unidos para Construir o Futuro” iniciou hoje as …