Home - Últimas - Antigo presidente da Câmara de Trancoso acusado de receber meio milhão de euros

Antigo presidente da Câmara de Trancoso acusado de receber meio milhão de euros

O antigo presidente da Câmara de Trancoso, Júlio Sarmento, está acusado de ter recebido indevidamente mais de meio milhão de euros. O antigo autarca do PSD (liderou o município entre 1986 e 2013) é um dos acusados num processo que agora terminou.

O Ministério Público (MP) deduziu acusação contra nove arguidos que são suspeitos da prática de crimes de corrupção, prevaricação de titular de cargo político, branqueamento de capitais e participação económica em negócio, foi anunciado ontem.

Os factos ocorreram de 2008 e 2013. O Ministério Público acredita que Júlio Sarmento arquitetou um plano com os outros arguidos de forma a concretizar obras que não estavam inseridas no orçamento da autarquia devido à sua débil situação financeira. As obras foram contratadas pelas juntas de freguesia às empresas e estas reclamavam o pagamento à autarquia, o que Júlio Sarmento assumia sem suporte legal. O valor das obras, como estradas e saneamento básico em freguesias, também foi inflacionado.

LEIA TAMBÉM

Semana europeia da mobilidade assinalada com ciclismo nas escolas de Seia

O Município de Seia, a propósito da Semana Europeia da Mobilidade, e operacionalizada pela Associação …

Município de Gouveia assegura transportes escolares durante greve rodoviária

O Município de Gouveia está a assegurar o transporte escolar, devido à greve dos transportes, …