Home - Outras notícias - Associação Portuguesa Inspecções Automóveis acusa IMT de indecisão quanto ao encerramento dos centros
Inspecção automóvel

Associação Portuguesa Inspecções Automóveis acusa IMT de indecisão quanto ao encerramento dos centros

Associação Portuguesa Inspecções Automóveis (APIA) apelou ontem e reiterou hoje o pedido ao Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) o encerramento temporário de todos os Centros de Inspecção Automóvel em Portugal e acusa o IMT de indecisão. A entidade que tutela o sector não deu ainda uma resposta concreta, limitando-se a referir que partilha das preocupações e está a estudar um método para aplicar as medidas sugeridas pela APIA. 

“O IMT comunga das preocupações das entidades gestoras dos centros de inspecção, dos seus inspectores assim como dos seus clientes, pelo que, em coordenação com a sua entidade tutelar, está a desenvolver a necessária regulamentação que venha a estabelecer, temporariamente, um regime de excepção que contemple as medidas sugeridas”, diz o IMT.

Perante esta resposta a APIA relembra, hoje, que “esta é, como sabem, uma área com jurisdição do IMT e do Ministério das Infraestruturas e Habitação”. “Depois da contínua indecisão do IMT, vimos de uma forma mais urgente, solicitar o encerramento de todos os IPO´s por período indeterminado, mantendo no entanto os serviços mínimos, principalmente para veículos de transportes internacionais”, sublinha a APIA que também solicita o alargamento das datas para realização das inspecções por dois meses, “para que assim os Portugueses também possam estar mais tranquilos nos seus deveres”.

“Numa época difícil para os Portugueses e todas as famílias, é importante, na defesa do bem público e da saúde de toda a comunidade, clientes, funcionários e famílias, para evitar a progressão do COVID-19”, conclui.

LEIA TAMBÉM

O bikini faz 75 anos…

A data de 5 de Julho de 1945 é marcante: o bikini é lançado em …

Comissão Europeia quer acabar com carros novos a combustão a partir de 2035

A Comissão Europeia propôs hoje que a União Europeia reduza a zero as emissões de …