Home - Economia - Ativosociais já criou 82 postos de trabalho em Oliveira do Hospital

Ativosociais já criou 82 postos de trabalho em Oliveira do Hospital

 

… durante o primeiro dia da Feira do Emprego, Formação e Empreendedorismo a decorrer no Largo Ribeiro do Amaral.

“Até ao momento este programa municipal de apoio à empregabilidade já permitiu a criação de 82 postos de trabalho em 43 entidades distintas, entre Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), associações setoriais e juntas de freguesia”, informa a autarquia.

“Criámos oportunidades de emprego a jovens que tiveram acesso ao seu primeiro emprego, mas também a desempregados de longa duração”, explicou o vice-presidente da Câmara Municipal. “A nossa grande batalha é criar emprego que se torne sustentável”, continuou José Francisco Rolo, frisando a importância destas “oportunidades que damos aos promotores” para que “os desempregados voltem ao mercado de trabalho e os mais jovens tenham a primeira oportunidade de emprego”.

O objetivo é consolidar a confiança nestas pessoas para que “sejam integradas nas entidades através de contratos de trabalho que constituam uma oportunidade para que estes homens e mulheres possam ter um emprego e um projeto de vida mais estável”, disse o responsável. Fazendo-se acompanhar dos dados de “sucesso” do Programa AtivoSociais, José Francisco Rolo deu conta de que entre os beneficiários “existem bastantes pessoas com ensino superior, o que significa que as instituições estão a capacitar-se com técnicos qualificados” mas também muitas com o ensino básico, o que tem permitido “a inserção de pessoas com baixa formação escolar e muitas vezes de baixos recursos”.

Num momento em que os números do desemprego se igualam entre homens e mulheres, o responsável avançou ainda que os contratos de atribuição de apoios no âmbito deste programa têm abrangido a celebração de estágios profissionais (25); programa Estímulo (19); CEI – Contratos de Emprego Inserção (35) e CEI + (3). “São indicadores da batalha que travamos em Oliveira do Hospital para criar emprego”, afirmou o vice-presidente da autarquia que reforçou que é “um esforço que só é possível devido à excelente rede de parceiros que temos no concelho”.

Sem esquecer que estas medidas funcionam porque existem mecanismos no Instituto de Emprego e Formação Profissional que possibilitam estes acordos, para os quais o Município comparticipa em 50 por cento, José Francisco Rolo mostrou-se confiante num programa que já possibilitou “transformar 82 problemas em 82 soluções”.

LEIA TAMBÉM

Apoio a empresas em ‘lay-off’ pago a pedidos que entraram até dia 10 diz ministra do Trabalho

Os apoios às empresas que pediram adesão ao ‘lay-off’ começam a ser pagos na sexta-feira …

Arrancou em Nelas a construção de fábrica de manufacturação da Cannabis para a indústria farmacéutica

A empresa “ENDOPURE” já iniciou, em Nelas, as obras de construção de um pavilhão industrial …