Home - Outros Destaques - Autarca de Oliveira do Hospital diz que há quatro infectados recuperados no concelho e reconhece 14 casos activos contra os 10 da DGS

Autarca de Oliveira do Hospital diz que há quatro infectados recuperados no concelho e reconhece 14 casos activos contra os 10 da DGS

A DGS diz no seu relatório de hoje refere que exitem apenas 10 caos de COVID 19 no concelho de Oliveira do Hospita. Mas o presidente da autarquia assegurou ontem que existem 14 e não há sinal de qualquer morte e os quatro que inicialmente surgiram infectados já estão curados, salientando o bom trabalho que foi feito e pode ter evitado mortes nas IPSS

O autarca falava ontem no final da cerimónia do hastear das bandeiras, a propósito das comemorações do 25 abril, José Carlos Alexandrino que considerou positivo não terem surgido casos novos. “E os nossos casos não apresentam muita gravidade, apenas sintomas ligeiros. Mais importante ainda é que podemos estar à beira de ter, pelo menos, quatro pessoas curadas”, referiu, dando conta de que essas pessoas “acabaram de fazer testes que deram negativo”, contudo, “irão fazer outro para confirmar”.

Quanto a cadeiras de transmissão, o presidente da autarquia oliveirense mostrou-se preocupado “com um foco que ainda não foi possível identificar”. “Gostava de continuar sem nenhuma morte. É muito importante para nós defender vidas humanas na nossa população”, disse.

José Carlos Alexandrino afirmou que a maior preocupação incide nos idosos, contudo o facto de ainda não haver nenhum caso em IPSS revela que “houve planos de contingência muito antes de existir qualquer caso em Oliveira do Hospital”. Questionado se o concelho já teria passado pelo pico de infeção por Covid-19, o autarca, na sua opinião pessoal, acredita que não. “Eu diria que em Oliveira do Hospital ainda não houve pico mas há a possibilidade de o termos e, por isso, temos pavilhões preparados para eventuais evacuações”, explicou.

Quanto ao setor económico, o responsável defende que é “fundamental” que a atividade retome. “É preciso uma readaptação e reorganização nos serviços”, disse, dando conta de que na próxima semana tomará medidas no que diz respeito ao comércio em Oliveira do Hospital. O Município, diz, tem ainda estado a reunir com empresários do concelho, principalmente de empresas têxteis que “podem ter aqui um grande potencial”, uma vez que podem produzir material de proteção, como já é o caso da empresa Azuribérica.

LEIA TAMBÉM

Dois novos casos de COVID-19 e pacientes descem para 12

O número de casos activos de COVID-19 em Oliveira do Hospital baixou para 12, apesar …

Fernando Tavares Pereira assegura que José Carlos Alexandrino “mente” no processo do posto de combustível do Chão da Bispa e mostra documentos

Fernando Tavares Pereira acusa Alexandrino de “mentir” no processo do posto de combustível, sublinhando que …