Home - Últimas - Ayrton Senna é o piloto mais rápido de sempre da Fórmula 1 e Michael Schumacher o segundo

Ayrton Senna é o piloto mais rápido de sempre da Fórmula 1 e Michael Schumacher o segundo

Tecnologia de “machine learning” desenvolvida pela Amazon Web Services comparou as performances dos pilotos por volta de qualificação, utilizando os dados recolhidos desde 1983. Um algoritmo analisou 40 anos de história da Fórmula 1 e chegou a conclusões que o brasileiro Ayrton Senna é o mais rápido da história da modalidade. O tricampeão do mundo, que morreu em 1994 em resultado de um acidente no Grande Prémio de San Marino, de acordo com os resultados anunciados detém este título segundo os dados divulgados pelo site da Fórmula 1.

A inteligência artificial conclui que o segundo mais rápido é Michael Schumacher. Vencedor de sete campeonatos e afastado da competição após um grave acidente na neve, o alemão é 0.114 segundos mais lento do que Ayrton Senna. O último lugar do pódio da velocidade é ocupado por Lewis Hamilton, que actualmente defende as cores da Mercedes, com uma diferença de 0.275 para o líder. Hamilton conta com seis títulos mundiais e 92 pole positions. Max Verstappen, o holandês da Red Bull, aparece na quarta posição, a 0.280 segundos de distância de Senna.

A lista, que promete suscitar um amplo debate entre os adeptos da Fórmula 1, conta ainda com nomes como Fernando Alonso (0.309s), Nico Rosberg (0.374s) e Charles Leclerc (0.376s). Um dos nomes mais improváveis é Heikki Kovalainen (0.378s), que deixou a modalidade em 2013 com uma pole position e uma vitória em 111 grandes prémios. O finlandês que passou pela McLaren aparece na oitava posição. Sebastian Vettel e Alain Prost, que conquistaram quatro mundias, aparece na 10.ª e 20.ª posição, respetivamente.

De fora da lista dos 20 mais rápidos estão nomes como Nigel Mansell ou Mika Hakkinen, mas Lando Norris aparece no 15.º lugar apesar de estar apenas na segunda temporada. Não há qualquer referência ao colombiano Juan Pablo Montoya, que detinha o recorde da volta mais rápida da Fórmula 1 durante uma qualificação no circuito de Monza, em 2004, ao serviço da Williams, com uma média de 262 quilómetros/hora, ultrapassado em 2018 por Kimi Raikkonen, em Ferrari, com 263 quilómetros/hora.

LEIA TAMBÉM

Sindicato exige soluções para problemas dos trabalhadores da Câmara de Tábua

O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) acusou hoje a Câmara de Tábua de …

União Europeia reforça frota de combate a incêndios

A Comissão Europeia anunciou esta hoje o reforço da frota europeia para combate aos incêndios …