Home - Outros Destaques - Beira Serra já conta com gabinete de apoio às vítimas de violência doméstica e protocolo será assinado em Dezembro em Oliveira do Hospital

Beira Serra já conta com gabinete de apoio às vítimas de violência doméstica e protocolo será assinado em Dezembro em Oliveira do Hospital

O Gabinete Intermunicipal de Apoio às Vítimas de Violência da Beira Serra (GIAV Beira Serra), dinamizado pela ADIBER, em estreita parceria com os Municípios de Arganil, Góis, Oliveira do Hospital e Tábua, já entrou em funcionamento no âmbito do projecto “Beira Serra: Sim à Igualdade, Não à Violência!”. Esta estrutura vem colmatar uma lacuna transversal relacionada com a ausência de atendimento, apoio e acolhimento de vítimas de violência doméstica. Este projecto de combate a esta problemática, procura também actuar igualmente ao nível da prevenção e sensibilização da comunidade, contribuindo para a diminuição do número de casos de violência doméstica neste território.

A assinatura do Protocolo de territorialização da Rede Nacional de Apoio às Vitimas de Violência Doméstica será assinado no próximo dia 9 de Dezembro, em Oliveira do Hospital, numa cerimónia presidida pela Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, o qual permitirá reforçar a acção desenvolvida por este Gabinete, integrando-o numa ampla rede multidisciplinar e transversal que visa a melhoria da resposta de prevenção, protecção e combate à violência doméstica.

O GIAV Beira Serra, sediado em Góis, que funcionará de forma descentralizada nos quatro municípios da área de intervenção, será dinamizado por duas técnicas com formação específica na temática da violência e do apoio à vítima, que actuam em regime de exclusividade, confidencialidade e em estreita proximidade junto dos destinatários prioritários: as vítimas de violência doméstica.

A sua acção tem como principais objectivos efectuar o atendimento e acompanhamento das vítimas de violência doméstica, garantindo respostas integradas de emergência e encaminhando-as para as respostas mais adequadas; Identificar e qualificar os principais problemas existentes e promover as soluções adequadas às problemáticas existentes; Participar e promover acções de sensibilização sobre a violência doméstica; e Promover acções que confiram mais visibilidade a este fenómeno e que visem gerar mais responsabilidade sobre o papel a desenvolver por cada cidadão.

“A criação do GIAV demonstra ainda a preocupação no combate a esta problemática, essencialmente através de sensibilização da comunidade local, com o propósito de modificar os padrões socioculturais e condutas com vista à eliminação de preconceitos e práticas, e à promoção da prevenção e combate à violência de género, tal como, diligenciar boas práticas em termos de cidadania e igualdade”, referem os responsáveis, lembrando que a equipa poderá ser contactada através dos telefones 235 772 538 / 911 708 135 ou do correio electrónico igualdade@adiber.pt.

 

LEIA TAMBÉM

EPTOLIVA distinguida novamente como “Escola amiga da criança”

A Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil (EPTOLIVA) voltou, este ano, a …

Concelho de Oliveira do Hospital com cinco novos casos de COVID-19

O concelho de Oliveira do Hospital tem cinco novos casos de COVID-19, mas mantém os …