Home - Região - Oliveira do Hospital - BLC3 investiu em três meses mais de 46 mil euros em produtos químicos e material de laboratório

BLC3 investiu em três meses mais de 46 mil euros em produtos químicos e material de laboratório

Associação BLC3 – Plataforma para o Desenvolvimento da Região Interior Centro foi, no ano de 2015, de todas as entidades que se encontram obrigadas a registar as suas aquisições no Portal Base, o melhor cliente de uma empresa de produtos químicos e material de laboratório. Com compras no valor de 46.102,57 euros, a BLC3 superou o investimento feito junto daquela empresa por todas as outras entidades publicas juntas, como o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, Instituto Nacional de Recursos Biológicos, Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge ou a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e a da Beira Interior. Estas entidades compraram apenas 43.845,89 euros. Contactada pelo CBS, a BLC3 não explicou até ao momento as razões deste investimento.

Aquela empresa de produtos químicos e material de laboratório tem no Portal Base (onde se encontram os dados dos contratos relativos aos diversos tipos de procedimentos aquisitivos realizados ao abrigo do Código dos Contratos Públicos) registados, de 2013 a 2015, um total de 61 contratos e receitas globais de 117.453,13 euros. Mas em apenas seis contratos assinados em 2015, a BLC3 investiu mais de 39 por cento do total daquela facturação. Em 2015, então, a BLC3 foi além dos 51 por cento dos negócios registados no Portal Base por parte daquele fornecedor.

O CBS procurou junto do responsável pela BLC3 saber as razões que levaram a instituição a fazer este investimento num curto espaço de tempo, mas até ao momento não obteve resposta. João Nunes não respondeu a perguntas como as razões e justificações para os seis contratos que totalizam aquele valor? O que levou a BLC3 a efectuar a totalidade das compras entre Maio e Junho do corrente ano? A que se deve o valor da aquisição destes produtos? Ou ainda se a escolha deste fornecedor obedeceu a algum tipo de concurso? A única resposta que chegou ao CBS referia-se ao nono lugar conquistado em Turim pela BLC3 num concurso internacional.

LEIA TAMBÉM

“Vivemos em cima de um barril de pólvora”

O Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndios de Midões (MAAVIM) acusa as autoridades …

Oliveira do Hospital com praias para receber 760 banhistas, com Avô a liderar com 410 espaços

O Governo publicou hoje a capacidade de ocupação das praias para a época balnear 2021 …