Home - Região - Freguesias - Bombeiros de Lagares aguardam resposta dos fundos europeus para iniciar obras de beneficiação das instalações

Bombeiros de Lagares aguardam resposta dos fundos europeus para iniciar obras de beneficiação das instalações

O presidente da Associação de Bombeiros Voluntários de Lagares da Beira, concelho de Oliveira do Hospital, acredita que até ao final deste mês poderá receber luz verde para o projecto de beneficiação das instalações da corporação apresentado no âmbito do Programa Operacional Temático de Valorização do Território/QRENA (POVT). O projecto no valor de 265 mil euros, 85 por cento dos quais financiados por fundos europeus e 15 por cento pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, prevê a substituição da cobertura, das janelas, ampliação dos balneários e a construção de garagens num total de 450 metros quadrados.

António Maceira diz que a associação desenvolveu um trabalho exemplar para em dois meses conseguir apresentar um projecto que obedecesse a todos os critérios necessários para o financiamento, incluindo uma garantia bancária no valor da obra, o que lhe permitiu passar a primeira fase. Este resultado terá sido possível devido ao trabalho desenvolvido pela direcção da associação que criou uma estrutura por forma a não perder nenhuma das vantagens que a qualquer momento possam surgir em termos de apoios.

“Desde que estou na presidência, a associação está atenta e preparada para responder a estes desafios. O trabalho que realizámos foi muito bom e o projecto está entre os que podem receber o financiamento, tudo depende das verbas disponíveis”, conta o responsável máximo da associação, considerando muito importantes os melhoramentos previstos. Lembra que a actual estrutura foi inaugurada em 8 de Dezembro de 1998 e que a cobertura, janelas estão longe de oferecerem as melhores condições. “Algumas estruturas não oferecem as melhores condições em termos térmicos e nos balneários existe a necessidade de colocar os femininos nas mesmas condições dos masculinos, algo que não aconteceu quando o quartel foi construído e que agora é obrigatório”, sublinha António Maceira.

A obra foi a concurso público nacional e está em fase de adjudicação, faltando para isso apenas luz verde do financiamento do POVT. “Mal isso aconteça as obras arrancam logo a seguir”, continua António Maceira que na última reunião de Câmara viu o executivo da autarquia aprovar os 15 por cento das verbas necessárias para completar o financiamento do projecto. “Existia essa garantia por parte do município. Só falta a decisão final do POVT. Acredito que até ao final do mês existirá uma resposta”, remata António Maceira.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino é o presidente da AM de Oliveira do Hospital

O ex-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital foi ontem eleito presidente da Assembleia …

CIM Coimbra implementou abrigos inovadores nos concelhos para promover transportes públicos

A Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra instalou 19 abrigos de passageiros inovadores na …