Home - Últimas - Bombeiros de Vila Nova de Foz Côa perdem Equipa de Intervenção Permanente

Bombeiros de Vila Nova de Foz Côa perdem Equipa de Intervenção Permanente

Os Bombeiros de Vila Nova de Foz Côa são os primeiros do distrito da Guarda a assumir a dissolução da Equipa de Intervenção Permanente (EIP) avançou hoje portal na internet Bombeiros.pt. Criada no ano de 2018, depois dos grandes incêndios de Outubro de 2017, explica, a EIP de Vila Nova de Foz Côa iniciou funções no dia 1 de Junho e agora segundo aquela publicação digital todos os elementos daquela equipa foram notificados por escrito de que cessam funções no dia 6 de Junho do presente ano (cerca de dois anos depois do seu início). E, aparentemente, outras se vão seguir no distrito da Guarda.
.

As EIP, explica o Bombeiros.pt, foram a resposta por parte do Governo e Municípios a uma pretensão das Associações Humanitárias de Bombeiros que exigiam um maior investimento nos Corpos de Bombeiros. Para que o estado de prontidão fosse uma realidade, criaram-se equipas que responderiam de forma imediata a situações de socorro, sendo o financiamento destas equipas assumido em partes iguais pelo Governo (através da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção e Socorro – ANEPC) e pelos municípios que aceitassem.

A direcção da Associação Humanitária terá sido forçada, explica a publicação, a assumir esta posição devido ao subsídio concedido pelo Município apenas cobrir o funcionamento da EIP. “Terá, na leitura que fazemos, optado por manter um subsídio geral do município e não o específico para a manutenção daquela equipa”, escrevem.

“Este é o primeiro caso conhecido de uma equipa que vê a sua missão terminada devido a constrangimentos financeiros. O Portal Bombeiros.pt sabe que há outras EIP no distrito da Guarda que serão encerradas devido a constrangimentos financeiros e à falta de justificação devido à fraca actividade. O Portal Bombeiros.pt pediu esclarecimentos à Associação Humanitária e ao Município de Vila Nova de Foz Côa, sendo que os mesmos serão publicados assim que forem dados pelas respectivas entidades!”, remata a publicação.

LEIA TAMBÉM

ULS Guarda não revelou boletim epidemiológico da COVID-19 como estava estabelecido

A ULS Guarda não disponibilizou, ontem, como estava estabelecido, a partir do momento em que …

Alunos do IPG infectados na polémica festa transferidos do Hospital para unidade de alojamento

Dezasseis alunos do Instituto Politécnico da Guarda (IPG), que estão infectados com Covid-19, foram transferidos …