Home - Economia - Câmara de Oliveira do Hospital perde 700 mil euros com o novo Orçamento de Estado

Câmara de Oliveira do Hospital perde 700 mil euros com o novo Orçamento de Estado

De acordo com a proposta do Governo para o novo Orçamento de Estado, a autarquia de Oliveira do Hospital – comparativamente a 2010 – ficará com uma receita inferior em 700 mil euros.

Em 2010, o município oliveirense teve uma dotação financeira de 7.744.539 euros. Para 2011, a previsão é de 7.078.790 euros.

Com o PEC 1 e , agora, o PEC 2, Oliveira do Hospital perde – no espaço dois anos, 2010 e 2011 – mais de um milhão de euros. Para o presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, a situação é “preocupante” e vai obrigar ao estabelecimento de um “conjunto de medidas” que possam minimizar os constrangimentos financeiros.

Instado por este diário digital – na conferência de imprensa realizada na semana passada – a abordar este assunto, José Carlos Alexandrino afirmou que terá de fazer “cortes nalgumas áreas”, e deu como exemplos a fatura energética, os consumíveis, as telecomunicações, os seguros e, ainda, as horas extraordinárias pagas ao pessoal camarário.

O chefe do executivo camarário disse mesmo estar a encarar a possibilidade de “fazer um corte nas áreas do associativismo e do desporto”, salvaguardando no entanto que a medida não deverá ter reflexos na área da formação desportiva.

Relativamente a uma eventual redução de pessoal, Alexandrino deixou mais uma vez implícito que a autarquia que governa tem pessoas a mais nalguns setores mas “na área operacional há pessoas a menos”.

O autarca eleito pelo PS deu o caso dos espaços de internet criados pelo anterior executivo nalgumas freguesias do concelho. “Quando foram criados tinham uma grande lógica, mas, hoje, quando vamos ver a sua frequência, verificamos que não se justifica ter duas pessoas ali a trabalhar”, constatou.

Salientando que terão que existir “alguns reajustamentos” e haverá contratos a termo que “não podem ser renovados”, Alexandrino salientou ainda que 2011 vai ser também o ano em que a câmara municipal começará a pagar o empréstimo de 5 milhões de euros contraído pelo anterior executivo.

LEIA TAMBÉM

Apoio a empresas em ‘lay-off’ pago a pedidos que entraram até dia 10 diz ministra do Trabalho

Os apoios às empresas que pediram adesão ao ‘lay-off’ começam a ser pagos na sexta-feira …

Arrancou em Nelas a construção de fábrica de manufacturação da Cannabis para a indústria farmacéutica

A empresa “ENDOPURE” já iniciou, em Nelas, as obras de construção de um pavilhão industrial …