Home - Outros Destaques - Câmara pretende homenagear Belmiro de Azevedo com medalha de ouro, António Lopes diz que irá avisar o empresário que a aprovação da distinção em AM pode ser ilegal
Câmara quer dar medalha de ouro a Belmiro de Azevedo, António Lopes diz que irá avisar o empresário que a aprovação da distinção em Assembleia Municipal pode ser ilegal

Câmara pretende homenagear Belmiro de Azevedo com medalha de ouro, António Lopes diz que irá avisar o empresário que a aprovação da distinção em AM pode ser ilegal

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital vai levar à aprovação da Assembleia Municipal da próxima sexta-feira a proposta de homenagear no feriado municipal de 7 de Outubro, entre outros, Belmiro de Azevedo com a medalha de ouro. José Carlos Alexandrino propôs ainda o mesmo galardão para a empresa IRSIL. Os nomes propostos para a Medalha de Mérito Municipal são Maria Adelaide Freixinho, Maria Teresa Serra, António Figueiras Ferreira e, de forma abstracta, “A Costureira da Indústria de Confecção”. Esta última distinção será entregue às costureiras com mais anos de serviço e que ainda se encontrem em actividade nas empresas do concelho.

Mas esta homenagem poderá ser ensombrada por António Lopes. O agora deputado municipal garantiu que irá avisar por carta registada os visados da tensão política que se vive em sede de Assembleia Municipal, que no seu entender está a funcionar de forma ilegal e que os actos que esta venha a tomar podem vir a ser considerados nulos. “Sinto-me na obrigação de tomar essa atitude e avisar as pessoas”, conta António Lopes que continua a afirmar que a sua destituição do cargo de presidente da AM foi ilegítima e que o caso será discutido na justiça. Caso lhe venha a ser reconhecida razão, todos os actos praticados são nulos. “Não estão em causa as pessoas a homenagear, mas porque sinto o dever de os informar daquilo que está a acontecer”, sublinhou.

O presidente da autarquia justificou a proposta de atribuição da Medalha de Mérito à “Costureira da Indústria de Confecção” pela importância que estas cidadãs tiveram na criação e no desenvolvimento da indústria têxtil no concelho. Já Belmiro de Azevedo, homem forte da Sonae, deve ser distinguido pelos elevados investimentos que tem no concelho e a empresa IRSIL por contar com 50 anos na história vestuário e de albergar cerca de 320 colaboradores.

LEIA TAMBÉM

Sandra Fidalgo assumiu a liderança do PSD de Oliveira do Hospital e Mário Alves é o presidente da Mesa da Assembleia

Sandra Andrade Fidalgo tomou ontem posse como a nova presidente da Concelhia do PSD de …

José Carlos Alexandrino incorre numa pena até dois anos de prisão, segundo a CNE

O ex-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital volta a ser alvo de reprimendas …