Home - Últimas - Candidatura autárquica do Chega defende “transparência, medidas simples e eficazes para alavancar” Celorico da Beira

Candidatura autárquica do Chega defende “transparência, medidas simples e eficazes para alavancar” Celorico da Beira

A candidatura do Chega às próximas autárquicas em Celorico da Beira apresentou hoje as linhas fundamentais do seu programa que classificam como de “medidas simples e eficazes que vão permitir alavancar o desenvolvimento do nosso concelho”.  O documento, da candidatura liderada por Olívia Teixeira e Nuno Santos, assenta em sete pilares: remodelação autárquica, saúde e desporto, área económica e empreendedorismo, turismo e património, área social, urbanismo e cultura e lazer.

Os representantes do partido liderado por André Ventura defendem medidas como a transparência em todos os sectores da realidade autárquica, o estudo da necessidade da existência de unidades de cuidados continuados e a criação de incentivos à natalidade. Defendem igualmente isenção de IMI para os bombeiros e um decréscimo do IMI, bem como a criação de um pavilhão multiusos.

O Chega pretende implementar em Celorico da Beira um modelo de transparência em todos os sectores da realidade autárquica, nos procedimentos, na acessibilidade de informação entre todos os órgãos e na relação com a população e com as empresas. Outra das apostas passa pela promoção da simplificação administrativa e eliminação de custos políticos ineficazes. Chega quer também uma avaliação do desempenho dos serviços e funcionários autárquicos de modo a rentabilizar e reorganizar recursos e serviços, além de um sistema de gestão anticorrupção.

Na saúde e desporto consideram importante o estudo da necessidade da existência de unidades de cuidados continuados, fomentar novas práticas desportivas, criação de um Campo de Pádel, reactivar torneios desportivos de Verão nas várias modalidades; promover escolas de dança e ginástica e a semana das Olimpíadas do Concelho;

A criação de um Pavilhão Multiusos, voltado para feiras, exposições, dinamizando os conteúdos locais é uma das propostas na área designada por económica e empreendedorismo. Apostam ainda na criação de uma Cooperativa dos Produtores do Queijo da Serra da Estrela certificado DOP, “de modo a valorizar o mesmo”; criação de Jornadas Empresariais, bem como o dia do empresário; criação de um Gabinete do Empresário, voltado para o alinhamento estratégico e concreto accionamento de fundos europeus, fomentando as bases para o empreendedor; Reabertura do Centro e Investigação Gastronómica, vulgo Lagar, de iniciativa privada, mediante concurso e incentivo à agricultura.

O documento  refere também medidas destinadas ao turismo e património. Uma delas passa pela construção de um miradouro em Prados, “em estrutura de madeira reutilizando os recursos locais, onde se poderá descortinar e apreciar as vistas e a bela paisagem adjacente, valorizando o património local”. Paralelamente, defendem uma redefinição de “um roteiro turístico atento o potencial do concelho de Celorico da Beira, repleto de história e tradição, evidenciando as boas acessibilidades e localização geográfica, situado estrategicamente na convergência de várias vias de comunicação”;

A criação de um apoio domiciliário, “fomentando a vida independente dos idosos, mediante a articulação com as entidades já existentes” é outra das apostas, bem como a abolição imediata do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), para os bombeiros voluntários residentes no concelho. Para a restante população o Chega propõe uma redução com tendência para a abolição deste imposto. Defendem ainda: a criação de incentivos à natalidade progressivos em função do número de filhos, de uma infra-estrutura e inerente acessibilidade, voltada para crianças, jovens e idosos portadores de multideficiência.

O Chega considera ainda importante o apoio logístico à construção de turismo rurais e alojamento locais, defendendo ainda que novos veículos adquiridos pelas autarquias deverão ser eléctricos ou híbridos. A criação de piscinas ao ar livre na freguesia da Ratoeira e potenciar o mercado trimestral de produtos endógenos do concelho, bem como gastronomia, cultura, artesanato são também medidas da candidatura do Chega.

LEIA TAMBÉM

Despiste em Manteigas causa dois feridos graves

O despiste de uma viatura ligeira em Sameiro, no concelho de Manteigas, provocou dois feridos …

Novo Mapa judiciário entra em vigor segunda-feira, Tribunal de Oliveira do Hospital reduzido Secção de competência genérica e Câmara só discutiu assunto a 24 de Julho

Tribunal iniciou julgamento de assaltantes de carrinha de Valores em Vila Nova de Poiares

O Tribunal de Coimbra começou hoje a julgar três homens e três mulheres acusados de …