Home - Opinião - Cântaros – Serra da Estrela – Magro, Raso e Gordo. Autor: João Manuel Pais Trabulo

Cântaros – Serra da Estrela – Magro, Raso e Gordo. Autor: João Manuel Pais Trabulo

Os Cântaros Gordo (1.876 m), Magro (1.928 m) e Raso (1.916 m) são afloramentos visíveis de muitos pontos da Estrela, devendo a sua origem à existência de grandes afloramentos rochosos pouco fraturados rodeados por zonas de grande densidade de fraturação, com consequente maior sensibilidade à força erosiva da água e do gelo.

Diz-se mesmo que algumas montanhas têm tanta água lá dentro que mais parecem cântaros, daí a designação dos três cântaros, três grandes maciços rochosos em granito.

São três os Cântaros que se erguem em torno do Covão d´Ametade: o Raso, mais a sul; o Magro, central e emblemático de toda a Serra da Estrela; e o Gordo, a norte. Todos eles se situam no concelho de Manteigas.

É no sopé do Cântaro Magro que o Rio Zêzere toma corpo, no Covão d’Ametade, local paradisíaco que deixa admirado o mais rude dos homens. Com os seus 1.928 metros de altitude, ergue-se imponente desde o Covão d’Ametade (1.420m) com cerca de 500 metros de desnível quase vertical desde a sua base, e é sem dúvida o mais notável dos cumes da Serra da Boa Estrela.

O Cântaro Raso, com 1.916 metros de altitude, é o mais acessível dos três, sendo o aceso ideal da zona da Senhora da Estrela, através do Covão do Boi. Tem uma vista soberba sobre o vale glaciar do Zêzere até Manteigas com abundantes mariolas no seu cume.

Cântaro Gordo, o de maior altitude 1.876 metros e o mais a norte, o Covão Cimeiro, onde nasce o rio Zêzere, separo-o do Cântaro Magro. É de todos o mais esguio e o menos visitado, mas o que é mais visto do Covão d’Ametade.

 

 

 

 

Autor: João Manuel Pais Trabulo

LEIA TAMBÉM

O desafio da Hospitalização Domiciliária. Autor: Pedro Correia Azevedo

Após a II Grande Guerra, em 1945, a lotação dos hospitais americanos tornou necessário criar …

“Consummatum est ! (está consumado !) “. Autor: João Dinis

Decorreu (2 de Junho) a votação favorável à “fusão por incorporação” da Caixa de Crédito …