Home - Região - Oliveira do Hospital - Carta aberta ao Sr. Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital: Autor André Feiteira
À Boleia Autor: André Duarte Feiteira

Carta aberta ao Sr. Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital: Autor André Feiteira

Sr. Presidente José Carlos Alexandrino,

Confesso que as suas palavras, na Assembleia Municipal de 13 de Dezembro, me deixaram bastante preocupado. Sem que o assunto estivesse na ordem do dia e, sem que nada o fizesse prever, o senhor presidente insultou publicamente o órgão de comunicação social CBS dizendo que este pratica um “jornalismo parasitário”. Desde já, gostaria de lhe avivar a memória, porque talvez o senhor presidente tenha tido um problema de expressão. Um ser parasitário é aquele que vive às custas dos outros, o parasita vive em associação com outros seres dos quais retira os meios para a sua sobrevivência.

O capitalismo, quer se goste ou não, é um sistema económico que confere aos privados o controle sobre os meios de produção e distribuição, logo, apelidar um órgão privado de praticar uma actividade “parasitária” não só não soa bem como até revela alguma ignorância. Apesar de existir uma aparente tentativa, que em alguns casos até parece ter surtido efeito (mas deve ser apenas impressão minha), de moldar os órgãos de comunicação social à imagem da Câmara Municipal, interferindo de alguma forma na sua direcção. Quero-lhe dizer que, no que respeita ao CBS, também me parece estar equivocado, onde pelo que assisto, nem a própria administração se intromete na linha editorial.

Abordada já a definição de parasitário, gostaria de lhe frisar duas ou três breves notas sobre jornalismo. O jornalismo consiste na divulgação de factos e informações, e é o que faz o CBS que, ao contrário do que se vê por aqui, não confunde jornalismo com publicidade, são áreas distintas! A publicidade é a difusão pública de produtos ou serviços, que visa dar uma visão favorável sobre os mesmos. Por sua vez, o jornalismo, deve transmitir a visão real dos acontecimentos. Caso a função da comunicação social local fosse promover a autarquia, qual seria a função da página municipal? Pois é senhor presidente, é por isso que existem diferentes áreas profissionais. É preciso diferencia-las, para não confundir publicidade com jornalismo. Esse jornalismo parasitário de que fala, deu a conhecer aos leitores, além das muitas actividades realizadas pelo nosso município, que a Joana Neves de Oliveira do Hospital brilha em Londres, que o João Quaresma, também de Oliveira do Hospital, deu a conhecer a gastronomia portuguesa pela Europa, que a autarquia limpou com as máquinas municipais o terreno privado do engenheiro Belmiro de Azevedo e, entre muitas outras, que os fontanários em Alvôco das Várzeas devem permanecer sem água, “pois se a água pode ser vendida para quê oferecê-la?”. E, tudo isto foi ou não foi real, senhor presidente? Os jornais devem transmitir a realidade, posteriormente e, caso haja necessidade, as instituições, indivíduos e colectividades visadas se sentirem que não foram convenientemente ouvidas, sempre podem utilizar o direito de resposta. E tenho lido uns poucos, incluindo alguns que me parecem deslocados do contexto da notícia.

Mas, senhor presidente, diga-me, houve alguma notícia que foi fantasiada? O que me criou mais preocupação nas suas palavras foi o local onde foram ditas. Disse com um ar insultuoso que o CBS praticava um jornalismo parasitário, curiosamente é o CBS que fornece as informações e o guião para a maioria das intervenções na Assembleia Municipal.

Para finalizar senhor presidente, há um aspecto em que concordo consigo, não é parasitário, mas acertou quando disse que é jornalismo, pois pelo que se pode observar, muitos já deixaram essa actividade faz tempo, tornando-se agentes publicitários. O CBS, mantendo-se fiel às directrizes jornalísticas faz o que um jornal deve fazer, um jornalismo isento, idóneo e que tenta retractar a realidade como ela é.

A liberdade de expressão foi adquirida em 25 de Abril de 1974, da mesma forma que a usou para denegrir publicamente o CBS, tomei a liberdade de lhe explicar estes dois conceitos. Publicidade não é jornalismo!

Cordialmente,

André Feiteira

Porta-voz dos Números. Autor: André FeiteiraAutor: André Feiteira

LEIA TAMBÉM

O mistério do presidente sumido na noite das eleições. Autor: Carlos Martelo

A noite das eleições, e para além dos resultados. Foi estranho muito estranho. Lembram-se que …

CDU mantém a Junta de Freguesia de Meruge e Nogueirinha e aumenta votação para a Câmara. Autor: João Dinis

A CDU mantém a freguesia de Meruge (com Nogueirinha) com maioria absoluta de 4 eleitos …