Home - Outros Destaques - Cartaz do PS em rotunda de Oliveira do Hospital causa polémica e há quem o considere um perigo para o trânsito

Cartaz do PS em rotunda de Oliveira do Hospital causa polémica e há quem o considere um perigo para o trânsito

Um “outdoor” enorme do candidato do PS à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital colocado na rotunda do Senhor das Almas está a causar polémica por alegadamente retirar a visibilidade aos automobilistas que circulam na Estrada Nacional 17. O “placard” ocupa a quase totalidade da rotunda, numa via com muito trânsito, o que segundo alguns motoristas pode colocar em causa a segurança rodoviária. As críticas chovem também de todos os quadrantes políticos, desde a CDU, ao Chega, passando pela coligação PSD-CDS-PP. O CBS tentou ouvir o PS e o candidato Francisco Rolo, mas tal não se revelou possível.

O líder da aliança que junta sociais-democratas e populares assegura que nunca permitiria que a sua campanha colocasse um painel daquele tamanho naquele local. “Pode prejudicar a visibilidade, distracção e causar alguns riscos para a circulação rodoviária”, refere Francisco Rodrigues, ele que tem naquele local um cartaz de dimensões bem mais reduzidas e colocado na berma da estrada. “Uma das nossas preocupações é verificar os locais onde colocamos os cartazes. Não queremos deixar de ter visibilidade, mas também queremos evitar problemas ou distracção aos condutores. Aquele cartaz, por exemplo, pode dar muita visibilidade, mas também pode dar a ideia de alguma irresponsabilidade”, continua.

O candidato da CDU começa por salientar que uma das coisas que é “muito respeitada” por aquela força política é a liberdade de expressão e a propaganda eleitoral. “A partir desta premissa as forças políticas devem exercer esse direito de forma responsável. Agora colocar numa rotunda da EN 17 aquele cartaz, naquela posição é um manifesto exagero. Impede a visibilidade e pode distrair os condutores. É algo perigoso”, explica João Dinis. O candidato da CDU vai mais longe e diz que “talvez os candidatos do Partido Socialista tenham alguma pretensão a compararem-se aos antigos imperadores romanos que ocupavam as rotundas com monumentos a eles próprios”.

“Já se estão a colocar a esse nível. É o complexo dos imperadores. Provavelmente gostariam de ter sido imperadores”, continua o candidato da CDU que chama também a atenção para as verbas investidas pelos partidos mais fortes. “Dá a ideia do dinheiro que têm para gastar. É um investimento…”, concluiu.

O Chega de Oliveira do Hospital, por seu lado, promete questionar o departamento jurídico do partido para saber da legalidade da colocação daquele “outdoor”. “Em termos de segurança, aquilo não me parece que esteja correcto. Retira visibilidade e pode distrair os condutores. Cada partido tem a liberdade de fazer a sua campanha eleitoral, mas tem a obrigação de respeitar a segurança dos restantes”, diz o candidato do partido de André Ventura à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, António José Cardoso. “Não nos revemos nesta forma de fazer campanha, até porque defendemos uma forma mais ecológica e ambientalmente responsável de fazer passar as nossas ideias, como seja o contacto pessoal e as redes sociais. Além disso, não entendemos como se pode gastar tanto dinheiro nestes cartazes, quando há tanta gente com dificuldades económicas neste país”, concluiu aquele candidato.

LEIA TAMBÉM

Reforma de um médico encerrou Unidade de Saúde de Ervedal da Beira, CDU reclama restabelecimento “urgente” dos serviços

A CDU reclama a reabertura da Unidade de Saúde em Ervedal da Beira que se …

Médica Maria do Rosário é candidata na lista de Fernando Tavares Pereira ao executivo do município de Tábua

A médica Maria do Rosário é uma das candidatas a integrar o executivo municipal de …