Home - Últimas - Padre de Viseu suspeito de abuso sexual segue para julgamento
Supremo Tribunal rejeita providências cautelares contra o novo mapa judiciário

Padre de Viseu suspeito de abuso sexual segue para julgamento

O juiz de instrução do Tribunal de Viseu decidiu esta sexta-feira que o caso do padre Luís Miguel Mota segue para julgamento. Vai responder pelos crimes de aliciamento de menores para fins sexuais e de coacção sexual agravada na forma tentada.

No debate instrutório realizado no Tribunal de Viseu, o padre Luís Miguel Costa, 46 anos, contou a sua versão dos factos ocorridos a 27 de Março do ano passado, durante um convívio numa adega, em São João de Lourosa. O padre considera que todo o caso é “uma mentira”, sobretudo a parte em que o Ministério Público (MP) descreve a tentativa de beijar um rapaz de 14 anos.

O padre admite que esteve com o jovem nas imediações da casa de banho, mas que não tentou beijá-lo à força, até porque “o pai do rapaz estava por perto”. “Se essa fosse a minha intenção, esperava por um momento em que estivesse sozinho”, disse ao juiz de instrução.

 

LEIA TAMBÉM

CM de Seia distinguiu os melhores alunos do concelho com um diploma e um cheque de 300 euros

A Câmara Municipal atribuiu hoje prémios aos melhores alunos de cada nível de ensino no …

Fernando Tavares Pereira diz estar a ser vítima de discriminação

Limpezas das ruas no Coito, Midões, concelho de Tábua, são….cirúrgicas “Há uma discriminação total na …