Home - Últimas - Cidade chinesa de Wuhan proíbe caça e consumo de animais selvagens

Cidade chinesa de Wuhan proíbe caça e consumo de animais selvagens

A informação foi divulgada em comunicado pela administração daquela região no centro da China, que foi o epicentro do surto do novo coronavírus. Com esta medida a cidade de Wuhan poderá ter dado o primeiro passo para acabar com os mercados de animais vivos naquela região, proibindo a caça e consumo de animais selvagens, assim como promete mais atenção ao comércio ilegal.

De acordo com um comunicado das autoridades regionais, os agricultores estão a receber quantias em dinheiro para parar a procriação de animais exóticos. O comunicado, refere a Newsweek, enumera ainda uma lista de novas proibições que têm efeitos imediatos e a duração de cinco anos. Passa a ser proibido vender e comer animais selvagens, sejam capturados ou criados em cativeiro.

A legislação em torno dos mercados de animais vivos sempre foi um problema para as autoridades chinesas, por causa não só do ‘lobbying’ por parte dos grandes produtores como também porque foi um comércio estimulado pelas próprias autoridades como forma de sustento para a população mais pobre. É, agora, tomada uma decisão mais firme, depois da intensa pressão que a comunidade internacional está a fazer ao país no âmbito do tráfico ilegal de animais selvagens, já mais do que uma vez origem de um surto epidémico.

LEIA TAMBÉM

Cadela deixou Noah porque não cabia na vedação onde menino passou

Director da PJ da Guarda explicou, esta tarde, os contornos em que a cadela se …

Américo Pinto é o candidato do JPNT – Seia à Junta da União de Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros.

O candidato do movimento independente Juntos Pela Nossa Terra – Seia (JPNT) à Junta da …