Home - Região - Oliveira do Hospital - CM de Oliveira do Hospital investiu quase 72 mil euros em apenas cinco contratos para a EXPOH 2015

CM de Oliveira do Hospital investiu quase 72 mil euros em apenas cinco contratos para a EXPOH 2015

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital investiu quase 72 mil euros em cinco contratos para realizar a EXPOH 2015. Estes valores, publicados no Portal Base (onde é comunicada obrigatoriamente a informação sobre todos os contratos ExpoH contrato standscelebrados ao abrigo do Código dos Contratos Públicos), prendem-se apenas com os compromissos estabelecidos com os músicos José Cid, Carlão e a banda Função Públika, bem como com a montagem e desmontagem de stands e com a aquisição de telas em lona PVC.PVC

O contrato mais oneroso prende-se com o aluguer, montagem e desmontagem de stands e equipamentos afins. Só nesta rubrica a autarquia terá de pagar à empresa Multitendas – comércio e aluguer de tendas, Lda, 20.885 euros. O próprio presidente Câmara Municipal já tinha reconhecido que este era o aspecto com mais custos para a autarquia, referindo mesmo que estes recursos consumiam cerca de 40 mil euros, muito acima daquilo que está estipulado no contrato. “Criam um deficit grande porque custam cerca de 40 mil euros e temos muitas dificuldades em alugar”, referiu José Carlos Alexandrino, fazendo notar que alguns deles eram cedidos a título gratuito a IPSS’s.

O autarca, no balanço que fez no último dia do evento, explicou também que não são os concertos que estão na base dos José Cidgrandes custos. Nesta edição, contudo, só para três dos vários agrupamentos musicais que actuaram no certame, a Câmara Municipal desembolsou mais de 48 mil euros. José Cid, que sendo a grande atracção, foi quem mais cobrou: 15.500 euros. Carlão, por seu lado, recebeu 11.550 euros e o agrupamento carlãoFunção Públika sendo o mais modesto, encaixou 11 mil euros.

Um quarto contrato teve a ver com a compra de telas em lona PVC. Aqui a autarquia teve de pagar 12.750 euros à empresa Cobersun, Lda. Mas este compromisso, assinado em 29 de Julho, é o único que não faz referência directa à Expoh, dado tratar-se de aquisição de bens móveis que podem ser utilizados noutros eventos. Já os restantes referiam-se à função publicacontratação de serviços.

A autarquia, porém, ainda não tornou públicos os valores definitivos do evento, nem o número de visitantes. No derradeiro dia da exposição, porém, o presidente José Carlos Alexandrino estimou que o “investimento” deverá andar entre os 25 e os 30 mil euros e que esta foi a feira mais barata de sempre. Números, segundo o autarca, bem abaixo dos 53 mil que alega ter gasto em 2014.

 

 

LEIA TAMBÉM

Sandra Fidalgo assumiu a liderança do PSD de Oliveira do Hospital e Mário Alves é o presidente da Mesa da Assembleia

Sandra Andrade Fidalgo tomou ontem posse como a nova presidente da Concelhia do PSD de …

José Carlos Alexandrino incorre numa pena até dois anos de prisão, segundo a CNE

O ex-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital volta a ser alvo de reprimendas …