Home - Últimas - Conselho de Trump de ingestão de desinfectante para matar a COVID-19 já mandou três americanos para o hospital e autoridades continuam a receber casos

Conselho de Trump de ingestão de desinfectante para matar a COVID-19 já mandou três americanos para o hospital e autoridades continuam a receber casos

Na Georgia, dois homens beberam produtos de limpeza no fim-de-semana. O Estado do Kansas relatou um caso semelhante, segundo a imprensa internacional. Na base destas decisões está a conferência de imprensa de Donald Trump que sugeriu que talvez se pudessem ‘limpar’ o vírus do corpo humano usando desinfetantes como, por exemplo, lixívia. A fórmula promovida por Trump foi prontamente rejeitada pelos cientistas, mas a informação foi amplamente difundida pelas redes sociais com consequências que se conhecem agora.

Recentemente, citado pelo Daily Mail, o diretor do Georgia Poison Center, Gaylord Lopez, confirmou que dois homens ingeriram produtos de limpeza no fim de semana, acabando por ter de receber tratamento médico, situação semelhante à relatada depois no Kansas. Neste estado, o oficial de saúde Lee Norman, em conferência de imprensa na segunda-feira, mencionou, que o Centro de Controle de Venenos do Kansas registou um aumento de mais de 40 por cento nos casos de pessoas que tinha reportado a ingestão de produtos químicos para limpeza.

Lee Norman disse que um homem, que não foi identificado, “bebeu um produto por causa dos conselhos que recebeu”, não esclarecendo ‘quem’ teria dado o dito conselho. “Estamos a fazer todos os possíveis para passar mensagens contra esse tipo de ‘remédio”, afirmou ainda.

LEIA TAMBÉM

“Cantares de Natal e Janeiras” animam freguesias de Arganil na época natalícia

As Tunas de Arganil, Coja e São Martinho da Cortiça voltam a reunir-se na iniciativa …

Deslizamento de terras obriga ao corte de trânsito em Penacova

Um deslizamento de terras, ao início da tarde, provocado pelas condições climatéricas adversas que se …