Home - Região - Oliveira do Hospital - “CORO” DA HEGEMONIA PS NA CÂMARA E NA ASSEMBLEIA MUNICIPAL ACTUOU DURANTE A EDIÇÃO 2018 DA EXPOH – OLIVEIRA DO HOSPITAL. Autor: João Dinis

“CORO” DA HEGEMONIA PS NA CÂMARA E NA ASSEMBLEIA MUNICIPAL ACTUOU DURANTE A EDIÇÃO 2018 DA EXPOH – OLIVEIRA DO HOSPITAL. Autor: João Dinis

Escrevo este “opinião” a 30 de Julho de 2018. Ontem à noite, fui a Oliveira do Hospital, à EXPOH, ouvir o André Sardet, um artista de cuja obra musical em geral gosto. Entretanto, entrar sem pagar no Recinto da Festa é de aproveitar tanto mais que eu até sou daqueles que paga impostos de onde sai o dinheiro público para pagar estas andanças festivas…

Decorreu então o espectáculo propriamente dito e em que Sardet também aproveitou para pretender fazer “um bonito” com a ligação em público e em directo, via NET, à menina que continua em tratamentos no Hospital Pediátrico em Coimbra desde os incêndios de Outubro do ano passado. É que isso também pode ser interpretado como uma forma “esperta” de manipular sentimentos, neste caso até o de solidariedade, para investir na sua imagem enquanto artista “benemérito”. E sentimentos como o da solidariedade até merecem recato também porque normalmente envolvem outras Pessoas.

Acaba Sardet e entra no palco o “coro do PS”…

Mas acabava Sardet de se despedir do público quando são chamados ao Palco e entram em “cena” o Presidente da Câmara e a Presidente da Assembleia Municipal. De imediato, são também chamados os Vereadores PS no Executivo da Câmara e outros PS nomeados, a pretexto, disse o Presidente da Câmara, de também homenagear “a equipa” da Câmara que esteve a trabalhar para haver aquela Festa…  A ser assim, por que especial razão não chamou ele para o Palco os Trabalhadores da Câmara que também trabalharam e continuam a trabalhar para que houvesse essa mesma Festa ?!…

Ora, tendo até em conta que o Vereador do PSD não foi chamado para o Palco, é legítimo concluir que aquele momento da Festa – que aliás não estava no Programa da EXPOH – foi concebido para que nele actuasse assim como que uma espécie de “coro” da hegemonia do PS na Câmara e na Assembleia Municipal…

“Coro PS” com dois “solistas”, o Presidente da Câmara e a Presidente da Assembleia Municipal e, no contexto, estranha-se que também não tenha actuado “a solo” a Vereadora da Cultura, em que, e ainda por cima durante muito tempo, ambos entoaram loas a elogiarem-se mutuamente.  Foi uma acção de pura propaganda e de ainda maior demagogia. E não esqueçamos que o foi à nossa custa, uma vez mais, que quem paga a Festa é o nosso dinheirinho público… Enfim, se não for pedir muito, que numa próxima – que todavia espero não venha a acontecer – os dois “solistas” tentem entoar o início da famosa ária do “Papagueno – Papaguena”  (Papagaio-Papagaia) da “Flauta Mágica”, de Mozart, em vez de nos virem para ali “pregar secas” propagandísticas…

De notar ainda que a “solista” e Presidente da Assembleia Municipal, não veio dirigir as duas últimas Sessões da Assembleia Municipal, certamente por motivos ponderosos mas, entretanto, não faltou àquele “comício” do PS abrilhantado pelo seu “coro” municipal, neste final do espectáculo na EXPOH, a 29 de Julho de 2018…

Francamente, ao que chegámos por aqui !

Acabaram por me fazer sair antecipadamente da EXPOH naquela noite e comigo se foram centenas de outras Pessoas a quem a actuação daquele “coro PS” também desagradou ou desmotivou.  Protesto também por isso !

A  Democracia e a Transparência exigem outro tipo de comportamento !

Este comportamento antidemocrático dos principais eleitos do PS no município de Oliveira do Hospital é inadmissível!  Por isso, deve ser denunciado e combatido!!

Sem respeito pela Democracia, pela Ética e pelas Instituições, em acções de propaganda pessoal, política e partidária, manipulam as Instituições em que exercem cargos para que foram eleitos, ou mesmo nomeados. E assim, em última análise, acabam por beneficiar politicamente do investimento que o erário público paga para haver Gente na Festa para, sem o esperarem, ouvir aquele tipo de “comício” abrilhantado pelo “coro PS” da hegemonia na Câmara e na Assembleia Municipal…

Agora, espera-se ainda que os outros partidos representados na Câmara – no caso o PSD – e na Assembleia Municipal — PSD e CDS/PP – não deixem passar em claro estes atentados e sejam capazes de lhes fazer frente, incluindo publicamente. Já agora, e em nome da Transparência, também gostaremos de saber quanto veio ganhar André Sardet a este espectáculo na EXPOH.

Haja paciência e esperança! Que a impunidade e o auto convencimento não “aguentam” durar para sempre !

 

Autor: João Dinis, Jano

 

 

 

LEIA TAMBÉM

“Este executivo socialista já iniciou funções cansado e sem ideias…”

O vereador da coligação PSD/CDS-PP Francisco Rodrigues considera que os executivos da Câmara Municipal de …

“Bilhete Postal” desde a Cidade – Oliveira do Hospital: “Camuflagem urbana” da estátua da menina que voa nua por entre as árvores. Autor: João Dinis

Ali se pode apreciar o contexto, um pouco abaixo da “nova” Rotunda Armindo Lousada – …