Home - Arquivo - COVID-19, dia 31 de Março (o regresso à tendência). Autor: Carlos Antunes.

COVID-19, dia 31 de Março (o regresso à tendência). Autor: Carlos Antunes.

Como era esperado, o número de casos de hoje tinha obrigatoriamente de superar a curva de tendência, e assim superar também a barreira dos 1000 casos diários. É um número que veio ara ficar, pelo menos por algum tempo. Nas próximas 2 a 3 semana iremos ter praticamente todos os dias acima dos 1000 casos por dia.

O aumento do número acumulado de infectados foi 16%, puxando o número total de casos confirmados para 7443. Temos agora 730 infectados por milhão de habitantes e estamos a duplicar o número de casos a cada 6 dias. Mantém-se assim, a tendência decrescente da taxa média a 12 dias, agora nos 21% e a diminuir a uma taxa média de -1.8%/dia, vindo a atingir os 10% daqui a 6-7 dias. E aí entraremos na zona critica, na região do pico, que está agora definida entre 8 a 17 de Abril. É uma estimativa dinâmica que pode ser alterada em função dos números futuros. Esta persistência na tendência de decrescimento da taxa média de variação diária é sinal de uma certa supressão do contágio, traduzida também pela diminuição da taxa de infecção de novos casos secundários a partir de um infectado (R0), como resultado das medidas de emergência.

Mantém-se a predominância de infecção nas mulheres, com especial destaque para as faixas etárias de 40 a 59 e com mais de 80 anos. Os dois grupos etários de 40-49 e 50-59 são os que se destacam com mais casos de infectados, seguidos pelos grupos de 30-39 e 60-69. Em termos de óbitos, é o grupo de 80+ o mais afectado, representando 60.6% das mortes.

Na Itália confirma-se o pico que durará mais alguns dias, passando depois a diminuir o número de casos diários, desde que as medidas de emergência se mantenham. Tal como foi hoje anunciado, pelo menos até ao final de Abril. A manter-se esta projecção, os italianos ultrapassarão os 160 mil casos lá para o final de Abril (2770 casos por cada milhão de habitantes, agora nos 1750).

Destaco aqui hoje, também a Alemanha e os EUA. A Alemanha será o próximo país a ultrapassar a China, daqui a 2 dias, em nº de infectados, no dia em que o Mundo atingirá 1 milhão de infectados com Covid-19 e a Europa os 500 mil casos. Os EUA começaram há uns dias atrás na curva descendente da taxa média diária, sinal que as medidas tomadas pelos estados federais estão a causar impacto na supressão do contágio.

Autor: Carlos Antunes

 

 

LEIA TAMBÉM

COVID-19, dia 11 de Abril. Autor: Carlos Antunes.

Apesar das oscilações a que já nos habituámos, a tendência de diminuição de casos infectados …

COVID-19, dia 10 de Abril (no reason to worry about). Autor: Carlos Antunes

Certamente, todos hoje se questionam sobre o número de casos confirmados e sobre se passámos …