Home - Opinião - COVID-19, Israel, o primeiro caso de uma 2ª vaga… Autor: Carlos Antunes

COVID-19, Israel, o primeiro caso de uma 2ª vaga… Autor: Carlos Antunes

Recentemente abordei a questão das 2ªs ondas e 2ªs vagas. Dei exemplos de países que estão já a verificar diferentes ondas da mesma vaga. Hoje mostro o primeiro caso que encontrei, e ao contrário do que já foi notícia relativamente à Coreia do Sul, do início da 2ª vaga, o caso de Israel.

A primeira vaga de Covid-19 em Israel decorreu entre fins de Fevereiro e meados de Maio, com um pico de 620 novos casos, em média, entre 31 de Março e 3 de Abril, tendo estabilizado numa média dos 15 novos casos em finais de Maio. Ou seja, uma aterragem com touchdown. Nessa altura iniciou então a 2ª vaga com crescimento exponencial a partir de 15 de Junho, e um Ro que terá alcançado 1.6, tendo já atingido hoje a média de 900 novos casos (50% acima do anterior máximo). Contudo, ainda sem pico à vista da nova curva epidémcia. Em cerca de um mês passou dos 17 mil casos acumulados para os 28 mil, estando agora, com alguma incerteza, a caminhos dos 60 mil casos.
Israel, com uma população de quase 9.2 milhões, já fez mais de 1 milhão de testes, o que dá mais de 111 mil testes por mha. Muito próximo dos valores de Portugal.

É um caso que deve ser visto e acompanhado para compreendermos melhor a dinâmica da epidemia e o surgimento das 2ªs vagas.

Tal como os países que aqui referi, Portugal está já com uma segunda onda definida. Uma onda de baixa amplitude mas de período longo. Podendo levar-nos até Setembro sempre acima dos 100 casos, iniciando o Outono com uma situação epidemiológica algo complicada, ou seja, em situação de elevada carga viral comunitária e início do período sazonal da gripe comum.

 Autor: Carlos Antunes

LEIA TAMBÉM

 IC 6 – A “Santa Engrácia” das Beiras. Autor: António Lopes

Muito poucas terão sido as obras tantas vezes anunciadas e tantas vezes proteladas , como …

“O IC6 continua por concluir e o presidente da Câmara mantém-se no lugar”. Autor: Fernando Tavares Pereira

Fez, por estes dias, nove anos que o senhor secretário de Estado Adjunto da Economia …