Home - Últimas - Covilhã fez adaptações nos gimnodesportivos e ficou com capacidade para 250 camas

Covilhã fez adaptações nos gimnodesportivos e ficou com capacidade para 250 camas

A Câmara da Covilhã, no distrito de Castelo Branco, organizou uma rede logística de retaguarda face à pandemia covid-19, que conta com pavilhões gimnodesportivos adaptados e capacidade para 250 camas para isolamento de utentes, foi hoje anunciado. Em comunicado enviado à agência Lusa, aquele município presidido por Vítor Pereira explica que está operacionalizar “um vasto conjunto de medidas destinadas a assegurar uma logística de retaguarda”, com especial enfoque na eventual necessidade de isolamento de utentes e colaboradores de instituições particulares de solidariedade social, bem como de profissionais de saúde, segurança e socorro.

“Para tal, foram organizados espaços adaptados para receberem camas, colchões e roupas, nomeadamente nos pavilhões gimnodesportivos de Vila do Carvalho e do Unidos Futebol Clube do Tortosendo, mas também em alguns espaços de menor dimensão em cada freguesia, que servirão de acolhimento alternativo a cada uma das instituições particulares de solidariedade social locais”.

Segundo a informação, no total estão disponíveis naquele concelho “cerca de 250 camas para serem utilizadas no imediato, caso a evolução da situação pandémica assim o exija”. A autarquia frisa igualmente que esta rede resulta da conjugação de esforços da Divisão de Ação Social e Saúde, da Proteção Civil da Covilhã, das juntas de freguesia, das autoridades locais de saúde e das instituições particulares de solidariedade do concelho.

Destaca ainda “o imprescindível apoio de unidades hoteleiras (Hotel Meliá D. Maria, Hotel Pura Lã, Hotel Santa Eufémia, Hotel Solneve, Paço 100 Pressa e Sport Hotel), das Casas Paroquiais e do Seminário do Verbo Divino, entre outras entidades públicas e privadas. O município também lembra que desenvolveu, em conjunto com unidades hoteleiras e operadores de alojamento local, uma bolsa de alojamento destinada a profissionais de saúde.

Citado na nota de imprensa, o presidente da Câmara, Vítor Pereira, sublinha “a solidariedade e o empenho” das entidades que possibilitaram a constituição da referida rede. “Todos juntos, estamos mais preparados para responder às necessidades que forem surgindo. Estas e outras medidas que estamos a implementar, em diversas áreas, permitem-nos encarar com mais confiança a difícil luta global contra a propagação do coronavírus“, remata.

LEIA TAMBÉM

Casos de COVID-19 explodiram em Tábua: 251 novos casos em oito dias

O concelho de Tábua registou 251 casos de COVID-19 nos últimos oito dias e o …

Foi adjudicada, por 7,8 milhões, a requalificação do pavilhão 5 do Hospital da Guarda e ULS avança nos tratamentos oftalmológicos

A Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda anunciou hoje que foi adjudicada a empreitada …