Home - Opinião - Delírios em uma noite quente. Autor: Verãoneante

Delírios em uma noite quente. Autor: Verãoneante

Cai a noite,

já o Sol caiu.

Grande,

vermelho-fogo

Caiu no mar,

Grande, cinzento-a-brilhar.

Eu tou só,

um grão de pó…

Batido pelo vento

Lá ou ali

Como quiseres

Entre a espuma e as pedras

Em nenhures, para ti.

Vem vento-quente

Amante das dunas

Louco incessante

Vem, refrescar-me

Beija-me o rosto

Afaga-me o peito

Vem tu também…

mar pederasta

Frouxo de ondas

Beija-me as coxas

Lambe-me o sexo.

E eu,

Para aqui, fico,

Sem nexo.

A queimar

Em fogo muito lento!

Ai, como bom seria

Tu caíres,

sobre mim.

Como chuvinha

…de Verão.

…e eu bebia-te…

…todinha…

…gota a gota…

E até este mar veria…

e se encrespava…

Macho em alegria!

 

Autor: Verãoneante

LEIA TAMBÉM

Tabaco: o inimigo mortal da saúde cardiovascular. Autor: João Brum Silveira

Todos os anos quase dois milhões de pessoas morrem devido ao tabaco, refere o relatório …

 Milhões de euros em «derrapagens» por Oliveira do Hospital. Autor: Carlos Martelo

Há quem diga que as «derrapagens» em prazos de execução de várias obras municipais pretendem …