Home - Últimas - Depois de cerca de seis mil hectares ardidos, incêndio de Oleiros foi dominado

Depois de cerca de seis mil hectares ardidos, incêndio de Oleiros foi dominado

O incêndio em Oleiros “está dominado” mas, ainda assim, “todo o efectivo mobilizado está no terreno e em trabalhos de consolidação”. O fogo ficou dominado às 8 horas desta manhã, explicou, em conferência de imprensa, o Comandante Luís Belo Costa.  “Há muito trabalho pela frente” neste perímetro, uma vez que se trata de uma área “extremamente grande e complexa”, avançou ainda, acrescentando que a ocorrência “carece ainda de muita atenção sobretudo nas zonas onde ficou dominado mais tarde”, ou seja, nas frentes viradas aos concelhos de Proença-a-Nova e Castelo Branco, onde “é natural que haja algumas reactivações ao longo das próximas horas”.

No terreno estão ainda 868 operacionais, apoiados por 274 veículos e dois meios aéreos. “Um é um avião de monitorização” para avaliar ‘pontos quentes’ e só o outro meio aéreo dará “apoio a algum trabalho de extinção que seja necessário fazer”.  “Este é já o momento de fazer alguns trabalhos subsequentes”, nomeadamente os levantamentos de áreas e prejuízos, explicitou também. “Neste momento não há nenhuma aldeia em risco, porque não há nenhuma frente viva, todas as situações deste género estão asseguradas, não há nada em risco”.

Quanto ao perímetro que ardeu, o Comandante Belo Costa disse que se trata de”uma área bastante extensa que rondará qualquer coisa próxima dos 6 mil hectares”, informação que “carece de confirmação”. A meteorologia ajudou no combate ao incêndio na noite passada, uma vez que se verificou “mais humidade, uma temperatura ligeiramente mais baixa”, com um auxílio também da direcção do vento.

Efectivamente, durante a passada noite, em concreto na aldeia do Pedintal, houve a retirada de três pessoas, um casal e uma outra senhora que, por opção própria, acabou por ir para casa de familiares”, avançou o vice-presidente da Câmara de Oleiros na mesma conferência.  “O casal foi retirado por precaução, até um pouco contra a sua vontade, para o local que tínhamos preparado com condições para as pessoas que viessem a necessitar disso”, acrescentou mas, durante a noite, “por vontade do casal”, este foi levado “de novo para que pudessem passar o resto da noite na sua casa”.

De recordar que as chamas em Oleiros tiveram início na tarde do passado sábado e se alastraram a concelhos vizinhos. De acordo com o último balanço, na sequência deste incêndio, há a registar seis feridos, dois dos quais graves, uma vítima mortal (um jovem bombeiro) e uma pessoa assistida.

LEIA TAMBÉM

Homem de 83 anos encontrado morto dentro de um poço em Nelas

Um homem de 83 anos foi hoje encontrado morto dentro de um poço, numa localidade …

IP3

Sonho da duplicação do IP3 continua a ser alimentado por consulta publica que decorre até Julho

O Estudo de Impacte Ambiental da duplicação e requalificação do IP3 entre o nó de …