Home - Últimas - DGS alerta para agravamento do frio seco, com temperaturas de 6º negativos

DGS alerta para agravamento do frio seco, com temperaturas de 6º negativos

A partir da madrugada do dia 10 de Janeiro, Portugal continental estará sob a influência de uma massa de ar com caraterísticas de ar Ártico. Perante estas previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que apontam para a continuação de tempo frio e seco, descida temperatura e acentuado arrefecimento noturno, a Direção-Geral da Saúde recomenda a adoção de medidas de Saúde Pública.

Com efeito, sugere-se que se agasalhe porque, na próxima semana, a temperatura mínima deverá variar entre -6 e 6°C na generalidade do território e a temperatura máxima não ultrapassará os 14°C. Em nota enviada às redações, a DGS alerta que está previsto que os valores mais baixos sejam registados nas regiões do interior Norte e Centro.

A entidade gerida por Graças Freitas lembra que, à semelhança do que se verificou em outros anos, “é provável que as baixas temperaturas tenham repercussões sobre a mortalidade nos próximos dias, nomeadamente nas pessoas com 65 ou mais anos, pelo que as medidas recomendadas adquirem particular relevo neste grupo etário”.

A DGS sugere então que evite uma exposição prolongada ao frio e mudanças bruscas de temperatura; que mantenha o corpo quente, utilizando várias camadas de roupa; que proteja as extremidades do corpo (utilizando luvas, gorro, cachecol, meias quentes e calçado quente e antiderrapante) e que mantenha a hidratação, ingerindo sopas e bebidas quentes e evitando o álcool que proporciona uma falsa sensação de calor.

É ainda aconselhável que preste atenção aos grupos mais vulneráveis e, se conduzir, deve adotar uma condução defensiva, uma vez que poderão existir locais na estrada com acumulação de gelo.

Quantos às medidas de caráter ambiental, a DGS alerta para que mantenha a casa quente, garantido uma adequada ventilação. Mas tenha especial atenção aos aquecimentos com combustão que podem causar intoxicação devido à acumulação de monóxido de carbono e levar à morte. Evite igualmente o uso de dispositivos de aquecimento durante o sono, desligando sempre quaisquer aparelhos antes de se deitar.

LEIA TAMBÉM

Um ferido grave em despiste no Carregal do Sal

Um homem, de 25 anos, ficou gravemente ferido após despiste do carro que conduzia em …

Rui Rio acredita na conquista da CM de Oliveira do Hospital e Francisco Rodrigues fala em “dinâmica de vitória irreversível”

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital é uma das autarquias que o presidente do …