Home - Opinião - E o Menino Jesus “fugiu” do Presépio, em Ervedal da Beira ?! Autor: João Dinis

E o Menino Jesus “fugiu” do Presépio, em Ervedal da Beira ?! Autor: João Dinis

A Junta de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca da Beira costuma armar um bonito Presépio em Ervedal da Beira, o qual e ao que julgamos saber lhe foi oferecido por benemérita Pessoa.  

É um Presépio escultural, artístico, com Nossa Senhora, S. José, o burro e a vaquinha em formato tipo “familiar”.  E, claro, com o Menino Jesus ao centro e “em palhinhas deitado” como mandam  a crença e a tradição.  E a Junta de Freguesia socorre-se da ajuda da Câmara Municipal para colocar o conjunto no Largo do Leque onde fica iluminado, à noite.

Ao que também julgamos saber, a figura do Menino Jesus é recolhida todas as noites, por precaução, pois é valiosa e pode ser mais facilmente retirada… Fica lá só o berço vazio, até cada manhã quando o Menino Jesus regressa…

E, assim, se passaram os dias todos, e as noites, da Quadra Natalícia e de Fim de Ano em que, por hábito ou por norma, os Presépios “de levante” se mantêm em função, por tradição também até aos Reis (6 de Janeiro), data em que os Presépios “de levante” devem ser recolhidos…até ao próximo Natal.

Ora, de notar que hoje é dia 18 de Janeiro e eram 16 horas quando lá estivemos em frente, a ver outra vez.   Afinal, o Presépio continua montado onde esteve e em que as duas Figuras Sacras – Maria e José – e as dos dois animais “bíblicos” se mantêm.  Porém, o Menino Jesus não está no berço, aliás, não tem estado no berço há vários dias !  Que lhe terá acontecido ?  Há quem comente:- “O Menino Jesus ou foi raptado ou fugiu do Presépio do Ervedal !”…

Falta de sensibilidade e, mesmo, falta de respeito, pelas crenças e tradições !…

Porém, mais do que ironizar, impõe-se “pôr alguns pontos nos i´s” :  

O facto de –  Junta de Freguesia de Ervedal e Câmara Municipal – deixarem, ali, aquele Presépio, não é para ele ser admirado que houve o tempo próprio para isso.  Deixarem – Junta e Câmara – aquele (quase) Presépio ali abandonado, isso significa, mais do que desleixo, uma enorme falta de sensibilidade, quiçá falta de respeito, perante as crenças e a tradição mais simbólicas e merecedoras da nossa consideração. E também mais afectuosas, logo mais Humanas, ao mesmo tempo que Sacras ! 

E não nos venham para cá, a seguir, invocar contratempos provocados pela pandemia que não nos comovem nem convencem…

Sim – Junta de Ervedal e Câmara Municipal de Oliveira do Hospital – abandonarem indefinidamente um Presépio em público, e  ainda por cima “amputado” do Menino Jesus, isso é “ateismo” e, sobretudo, é muito lamentável !    Corrijam !  Corrijam!

18 Janeiro 2021 ,  João Dinis, Jano

LEIA TAMBÉM

Cerca de mil habitantes vacinados contra a Covid-19 no concelho de Santa Comba Dão

Cerca de mil habitantes do concelho de Santa Comba Dão já receberam a vacina contra …

Vereador do CDS contra os mais de 100 mil euros pagos pela CM da Covilhã à produtora da telenovela A Serra

Os custos, sob a forma de contrato de publicidade, para a Câmara Municipal da Covilhã …