Home - Opinião - Edifício do Tribunal em Oliveira do Hospital continua sem rampa(s) de acesso a cidadãos portadores de deficiência!  Como é possível? Autor: João Dinis

Edifício do Tribunal em Oliveira do Hospital continua sem rampa(s) de acesso a cidadãos portadores de deficiência!  Como é possível? Autor: João Dinis

Sim, até custa a crer mas pode ver-se que continua sem rampa(s) de acesso a Cidadãs e Cidadãos portadores de deficiência, o edifício do Tribunal Judicial, mais  da Conservatória do Registo Predial e dos Cartões de Cidadão, e agora também da delegação, em Oliveira do Hospital, da empresa, dita “intermunicipal”  da água, do saneamento e do lixo,  a “Águas Públicas da Serra da Estrela, APdSE”.  E se mais necessidade houvera, mais utilizações já teria este edifício…

De facto, é tão óbvia e inusitada este falha que nós próprios nos penitenciamos – e pedimos publicamente desculpa a esses Cidadãos e Cidadãs – por, até hoje, não termos falado no assunto…

Mas mais vale tarde que nunca – embora mais do que omissão chegue já a ser negligência.-  e aqui vai este “Bilhete Postal” para a Câmara Municipal em primeiro lugar pois, ao que julgamos saber, se a Câmara não for proprietária legal deste Edifício “do Tribunal” (como é conhecido), é pelo menos locatária com poderes delegados pelo Estado para cuidar do mesmo.  Então competir-lhe-á instalar uma ou duas rampas exteriores para facilitar o acesso das Cidadãs e dos Cidadãos em causa, nos (apenas…) quatro degraus da comprida escada exterior.  E no interior do Edifício, a Câmara também deverá encarar a forma de facilitar um tal tipo de acesso para o Tribunal propriamente dito e secretaria do mesmo que ficam no primeiro andar.

E, para o efeito, nem queremos entrar na discussão para se saber quem, exactamente, tem a estrita obrigação formal em fazer acontecer estas adaptações no Edifício. Mas é facto que, além do mais, a Câmara está ali ao lado e para o Tribunal olham, praticamente todos os dias, os membros do Executivo Municipal…  Portanto, intervenham a contento.

E caso a Câmara lá mande instalar as rampas de acesso – que já lá deviam, estar há décadas – até poderá convidar, por que não, a Ministra da Justiça a vir cá inaugurá-las…acompanhada pela Ministra da Coesão, para não haver “ciumeira” política, tá claro…

 

 

 

Autor: João Dinis, Jano

LEIA TAMBÉM

Atleta do Benfica de marcha atlética Rui Coelho vence em Celorico da Beira

O atleta de Seia Rui Coelho venceu ontem o XXI Grande Prémio de Marcha Atlética …

Acidente IP3

Cinco feridos e corte da circulação na A1 entre Aveiro Sul e Mealhada devido a acidente

A auto-estrada A1 está cortada entre os nós de Aveiro Sul e da Mealhada, no …