Home - Últimas - “Engenharia é a maior aliada de Portugal no combate à seca e na gestão da água”

“Engenharia é a maior aliada de Portugal no combate à seca e na gestão da água”

O congresso “Urban Water Summit” que se realiza, amanhã, no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC, promete demonstrar como é que a Engenharia está a combater a escassez de recursos hídricos em Portugal, com autarcas, empresários, técnicos, consultores e investigadores a apresentar os melhores produtos, serviços e práticas para promover uma utilização mais eficiente da água.

Numa altura em que a seca severa ainda atinge 32 por cento do país, o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC vai reunir entidades gestoras da água, empresas tecnológicas, consultores e investigadores para apresentarem as soluções mais eficientes e realistas para a gestão hídrica e o combate à escassez de água. “A Engenharia é a maior aliada de Portugal e da Europa no combate à seca e na gestão da água”, afirma Joaquim Sousa, professor coordenador do ISEC da área hidráulica e organizador do congresso “Urban Water Summit” que se irá realizar no ISEC no próximo dia 10 de novembro.

“A Engenharia tem contribuído para a gestão de recursos hídricos através de sensores de deteção de fugas, softwares de gestão ou redes de comunicação”, afirma Joaquim Sousa. “Todos os projetos que serão apresentados neste encontro têm na sua base alguma área de Engenharia, seja Informática, Civil ou Eletrotécnica. As engenharias têm permitido criar produtos e serviços que ajudam a combater a seca e promovem uma utilização mais eficiente da água tanto de utilização urbana, como agrícola e industrial”.

O encontro sobre recursos hídricos é organizado pelo ISEC em parceria com a tecnológica Enso Origins e a consultora Boldie. Serão debatidas questões relacionadas com perdas de água nos sistemas de abastecimento público, com afluências indevidas aos sistemas de saneamento e, também, com a eficiência energética dos dois tipos de sistemas.

Localizar fugas a partir de imagens de satélite

Neste congresso serão apresentadas algumas ideias inovadoras que já estão a ser utilizadas em Portugal – como a localização de fugas por imagens de satélite ou esgoto por vácuo – e os resultados obtidos depois da sua implementação. A empresa municipal Água de Santarém já utiliza o serviço de localização de fugas de água a partir de imagens de satélite, fornecida pelas empresas ÁguaSistemas e Asterra, o qual já permitiu à empresa reduzir de forma acentuada as perdas reais de água.

“Os estudantes, docentes e investigadores do ISEC estão disponíveis para trabalhar em parceria com empresas, ajudando a tornar os seus serviços e produtos mais modernos e eficientes. Exemplo disso foi a parceria com a empresa ENSO, em que utilizamos algoritmos de inteligência artificial numa aplicação já existente para localizar com maior precisão as fugas de água”, afirma Mário Velindro, presidente do ISEC. “Estamos empenhados em formar engenheiros capazes de ajudar a resolver problemas reais – como a seca – que afetam a sociedade e o futuro do planeta”.

LEIA TAMBÉM

IPMA prolonga aviso amarelo devido ao frio

O IPMA prolongou o aviso amarelo até às 11h00 de quinta-feira nos distritos de Vila …

Equipa de ciclismo Tavfer-Ovos Matinados-Mortágua aposta na continuidade do “trabalho desenvolvido em 2022”

A Equipa Continental UCI Tavfer-Ovos Matinados-Mortágua para a nova temporada foi apresentada no auditório do …