Home - Destaques - Espírito académico contagiou cidade de Oliveira do Hospital
Espírito académico contagiou cidade de Oliveira do Hospital

Espírito académico contagiou cidade de Oliveira do Hospital

Espírito académico contagiou cidade de Oliveira do HospitalEspírito académico contagiou cidade de Oliveira do HospitalEspírito académico contagiou cidade de Oliveira do HospitalEspírito académico contagiou cidade de Oliveira do HospitalEspírito académico contagiou cidade de Oliveira do HospitalEspírito académico contagiou cidade de Oliveira do HospitalOs estudantes da ESTGOH cumpriram, ontem à tarde, o tradicional e tão esperado cortejo académico. Os trajes académicos, animação e muita cerveja tomaram conta da cidade.

Realizado pela primeira vez ao domingo, o cortejo académico da Escola Superior de Tecnologia e Gestão transformou Oliveira do Hospital numa “cidade dos estudantes”.

Familiares, amigos, conhecidos e população em geral saíram à rua para ver passar o cortejo que, recheado de cor, folia, crítica ao governo e muita cerveja, pôs ontem fim à Semana Académica da ESTGOH que decorria na cidade desde o passado dia 21 de maio e que trouxe aOliveira do Hospital um conjunto diversificado de artistas, com o objetivo de animar a festa dos estudantes e de potenciar o maior envolvimento possível de toda a comunidade.

“O balanço é positivo, conseguimos proporcionar aos alunos uma semana académica com tradição”, referiu satisfeito o presidente da Associação de Estudantes da ESTGOH que, findo o evento, tem a registar o bom envolvimento da comunidade concelhia.

“É claro que queremos sempre mais, mas também temos a noção de que não existe muita gente em Oliveira do Hospital”, constatou aquele dirigente associativo que não se cansa de destacar a importância de a comunidade “acarinhar” a ESTGOH e os alunos que hoje são determinantes na economia local.

“Os estudantes dinamizam a cidade”, insiste Luís Pereira, dando o exemplo do cortejo académico que se revelou “um sucesso”.

A mudança do cortejo para o domingo é já entendida pelo dirigente associativo como uma “aposta ganha”, já que possibilitou a vinda de familiares dos estudantes que não tinham qualquer hipótese de o fazer durante a semana.

“Os restaurantes estavam todos cheios”, constatou ainda, destacando a importância que a presença da escola e dos estudantes tem para a cidade.

“Se os alunos deixarem de se envolver com a cidade, vai haver quebra na economia”, alerta o jovem que oriundo da cidade dos estudantes, de Coimbra, acredita no potencial da ESTGOH enquanto única escola superior localizada na Beira Serra.

“Oliveira do Hospital tem um posicionamento estratégico dada a proximidade com grandes cidades e dada a sua possibilidade de crescimento”, sublinha Luís Pereira que, do mesmo modo, destaca o valor dos cursos da ESTGOH.

“Vim de Coimbra para a ESTGOH, porque tem cursos que são único no país”, referiu, aludindo em particular aos cursos de Administração e Finanças e Administração e Marketing.

Do mesmo modo, Luís Pereira revelou-se confiante na licenciatura na área de ordenamento do território prevista para a ESTGOH – substitui a licenciatura em GIQAS -, bem como no curso de Engenharia Informática e nas restantes respostas formativas como pós graduações, mestrados e Cursos de Especialização Tecnológica.

LEIA TAMBÉM

Pampilhosa da Serra apoia natalidade com subsídios de cinco e dez mil euros

A Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, aprovou, em reunião de câmara realizada a dia …

Casos de COVID-19 dispararam em Oliveira do Hospital nos últimos quatro dias

O concelho de Oliveira do Hospital continua a ver o número de infectados com a …