Home - Sem categoria - “Esta é uma pista de pesca fantástica, com enorme potencial e não está a ser aproveitada para o desenvolvimento do concelho”

“Esta é uma pista de pesca fantástica, com enorme potencial e não está a ser aproveitada para o desenvolvimento do concelho”

Nuno Santos, 44 anos, não consegue passar sem a pesca desportiva. Um gosto que lhe vem desde quando era criança e fugia à mãe para ir para a ribeira pescar com uma cana de foguete, um pouco de fio, uma bóia e um anzol. Hoje utiliza o melhor material do mercado, onde investe várias centenas de euros. Mas paralelamente, também tem procurado, ao longo dos tempos, dinamizar a pista de pesca desportiva da Ratoeira, no Rio Mondego, concelho de Celorico da Beira.

“É uma estrutura excelente que existe no concelho e que está quase ao abandono, com muito pouca utilização. Não está a ser aproveitada uma estrutura de enorme potencial”, conta. E muito por sua culpa, durante o fim-de-semana ganhou vida com a organização da Golden Cup – Rui Gomes que serviu para homenagear um pescador da terra, recentemente falecido, e atraiu 49 pescadores de todo o país e Espanha.

“Foram dois dias quer mexeram com a economia local”, conta Nuno Santos que não entende como é que quem tem responsabilidades não tira partido de uma estrutura que é reconhecida por pescadores nacionais e internacionais. “Temos de aproveitar aquilo que de bom a natureza nos legou e esta é uma actividade importante para o desenvolvimento de um concelho do interior que nos últimos anos tem sido abandonado pelo poder central e regional. Como se verificou, esta prova mexeu com a economia local, desde hotéis a restaurantes, tudo…”, diz, sublinhando que, além disso, “elevou o nome de Celorico da Beira”, já que a prova foi notícia nos sites do Sporting e Benfica, cubes que participaram na prova. “Isso é muito importante. Provavelmente, além da feira do queijo, este foi um dos eventos do concelho com mais impacto, mas com uma diferença: este não teve qualquer custo para os contribuintes”, conta.

Referindo que ao longo de mais de 20 anos que organiza provas naquela pista, Nuno Santos assegura que nunca teve o apoio de qualquer executivo da Câmara Municipal. “Nem mostram interesse em tirar partido da pista. Espero que a partir de agora comecem a ver que não podem continuar de costas voltadas para algo que é uma mais valia se for devidamente aproveitada, como ficou demonstrado com esta prova. E que realizem uma intervenção de desassoreamento, porque há locais com demasiada areia em que é impossível pescar, o que até obriga a deixar algumas pranchas [lugar onde fica o pescador] desocupadas”, diz.

A prova é para continuar e no próximo ano, assegura Nuno Santos, vai realizar-se a segunda edição da Golden Cup – Rui Gomes, mas com mais fulgor e atletas. “O objectivo é subir de nível. Nesta prova estavam 49 atletas, mas a pista tem capacidade para 56. Vamos tentar trazer nomes mais sonantes da pesca desportiva, mesmo provenientes do estrangeiro. Esta é uma pista atractiva por ser muito técnica e difícil, devido à baixa profundidade e ao tamanho diminuto das espécies piscícolas que se podem encontrar aqui, como o barbo, boga, truta, escalo, percas e ruivacos”, assegura, explicando que nesta pista o tipo de pesca mais utilizado é o estilo “à francesa”, com uma cana de encaixe de 13 metros, complementada em algumas circunstâncias com recurso da “pesca inglesa”, em que é utilizada uma cana com carreto que permite colocar o anzol a distâncias maiores.

Nuno Santos enfatiza que as autoridades locais não podem continuar a ignorar aquela estrutura que poderia ser utilizada para atrair jovens para um “desporto que é saudável e onde se está em contacto com a natureza”. “Retirando-os muitas vezes de caminhos menos recomendados”, conta, sublinhando ainda que “há quem tenha a obrigação de olhar para o rio Mondego com outros olhos”. “Não podem viver de costas voltadas para algo que tem potencial para ajudar a desenvolver o concelho. Temos de tirar o máximo partido daquilo que temos”, conclui.

LEIA TAMBÉM

O bikini faz 75 anos…

A data de 5 de Julho de 1945 é marcante: o bikini é lançado em …

Comissão Europeia quer acabar com carros novos a combustão a partir de 2035

A Comissão Europeia propôs hoje que a União Europeia reduza a zero as emissões de …