Home - Região - Local - Estalagem de Santa Bárbara nas mãos de empresário senense

Estalagem de Santa Bárbara nas mãos de empresário senense

A estalagem de Santa Bárbara, na Póvoa das Quartas, vai voltar a fazer parte do roteiro das unidades turísticas da região. O espaço acaba de ser adquirido à ENATUR por um empresário do vizinho concelho de Seia, Victor Caetano, ligado ao sector da construção civil.

Abandonada desde 2007 e ostentando sinais de degradação, a antiga pousada de Santa Bárbara – integrou a rede das Pousadas de Portugal até 2002 – vai ser alvo de trabalhos de requalificação, no âmbito de um projecto que está a ser realizado pelo autor do projecto inicial, o arquitecto Manuel Tainha.

“Ninguém melhor do que ele será capaz de promover a requalificação do espaço”, afirmou ao correiodabeiraserrra.com o empresário Victor Caetano que, sem querer alterar a volumetria do espaço, espera aumentar “ligeiramente” o número de quartos – actualmente são 16 – e dotar a estalagem com um SPA.

“O edifício vale pela qualidade arquitectónica que tem”, verificou o novo proprietário do espaço, decido em transformar a estalagem num “espaço de luxo”, com qualidade para atrair turistas nacionais e europeus.

Exploração poderá ser feita por rede de hotéis

Apesar de prever que a estalagem reabra as suas portas em 2011, Victor Caetano disse ser ainda muito cedo para falar sobre o modelo de gestão que espera implementar no espaço. É que, segundo adiantou, em cima da mesa poderá estar a negociação com a rede de hotéis “Evidência” para a exploração do espaço, tal como poderá acontecer com o hotel quatro estrelas que o empresário espera abrir em Seia.

Numa altura em que tem em marcha a realização de um estudo económico, Victor Caetano ainda não sabe adiantar o número de postos de trabalho que o espaço vai disponibilizar.

A concretização do negócio entre o empresário senense e a ENATUR contou ainda com a participação directa do presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

A este diário digital, José Carlos Alexandrino destacou o papel de “mediador” assumido pela autarquia e congratulou-se pela aquisição. “Estávamos à procura de alguém que pegasse no espaço”, referiu o autarca, regozijando-se pelo facto de o projecto de requalificação estar a ser elaborado pelo projectista inicial, Manuel Tainha, de 88 anos de idade. “Esperamos trazer muita gente a Oliveira do Hospital”, concluiu.

LEIA TAMBÉM

CNE adverte Câmara Municipal de Tábua para que tenha em conta a lei dos deveres de publicitação de informações

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) recomendou ao presidente da Câmara Municipal de Tábua que …

Acidente na unidade da Sonae em Oliveira do Hospital amputou braço a um funcionário

Um acidente de trabalho na unidade industrial da Sonae, em S. Paio de Gramaços, provocou …