Home - Sociedade - Ex-presidente da Câmara de Mangualde condenado a três anos de prisão

Ex-presidente da Câmara de Mangualde condenado a três anos de prisão

O ex-presidente da Câmara de Mangualde, Soares Marques, foi condenado, esta sexta-feira, a três anos e três meses de prisão, com pena suspensa por igual período. Em causa, a subtração de documentos, dada como provada, relativos a contra-ordenações que não chegaram a ser acionadas pelos serviços.

O Tribunal de Mangualde considerou que o ex-presidente da Câmara de Mangualde, Soares Marques é culpado de um crime de prevaricação e outro de subtração de documento. O arguido foi condenado a três anos e três meses de prisão, com pena suspensa por igual período.

Depois de Soares Marques (PSD) ter perdido as eleições em 2009, após queixa do atual presidente, João Azevedo(PS), a PJ encontrou em casa do ex-autarca documentos da Câmara, nomeadamente contraordenações e participações feitas pelos fiscais que não foram acionadas pelos serviços.

Apesar de ter considerado que não ficou provado benefício próprio para Soares Marques, o tribunal considerou que era de esperar do autarca uma melhor conduta, uma vez que foi Governador Civil e presidente da Câmara de Mangualde.

José Ferrinho, ex-sub-chefe de gabinete do autarca, foi absolvido, por falta de provas.

jn.pt

LEIA TAMBÉM

Militar ferido em colisão entre duas motas da GNR na A25 na Guarda

Duas motas da GNR da Guarda colidiram esta terça-feira de manhã na estrada A25 sentido …

Semana europeia da mobilidade assinalada com ciclismo nas escolas de Seia

O Município de Seia, a propósito da Semana Europeia da Mobilidade, e operacionalizada pela Associação …