Home - Outros Destaques - Fernando Tavares Pereira acusa filho de Mário Loureiro de estar a contas com a justiça devido ao desaparecimento de vários milhões no Brasil

Fernando Tavares Pereira acusa filho de Mário Loureiro de estar a contas com a justiça devido ao desaparecimento de vários milhões no Brasil

A troca de palavras entre Fernando Tavares Pereira e o ainda presidente da CM de Tábua, Mário Loureiro, com início em sucessivas conferências de imprensa em vésperas das Eleições Autárquicas, por parte do ainda Presidente da Câmara a propósito da actividade dos Centros de Exame em Tábua, continua. O empresário Fernando Tavares Pereira enviou agora uma carta aberta a Mário Loureiro na qual acusa o filho deste de ter de responder em processo de prestação de contas, onde está em causa o desaparecimento de várias dezenas de milhões de reais da minha empresa no Brasil, e terá de responder também criminalmente, perante o Ministério Público,  em processos que lhe foram movidos pela sua actuação.

Mário Loureiro

“A diferença é que eu tenho evidências, e apresentá-las-ei, para se perceber quem é quem e onde está a verdade”, refere o empresário, desafiando ainda Mário Loureiro a mostrar provas das acusações que faz em relação ao antigo candidato da coligação PSD/CDS-PP sobre o que ficou designado como período negro da gestão do Centro de Exames de Tábua. O empresário volta a tepetir que nada teve a ver com aquilo e acusa o autarca de omitir a verdade. “O grave é que V. Exa. sabe disto e não o diz, insinuando o contrário. O grave é que falta à verdade ao mesmo tempo que se afirma como impoluto e exemplar. Mas a única preocupação que o motivou foi denegrir-me pessoal e politicamente”, acusa.

A carta aberta na integra:

Caro Sr. Mário Loureiro,

Temos uma coisa em comum: eu também não brinco em serviço!

E diz o Sr. que não retira uma vírgula. Eu também não, e repito:

Em relação àquilo que o sr. chamou o período negro da gestão do Centro de Exames de Tábua, mais uma vez esclareço:

  • Eu nada tinha que ver com a gestão da Fercontrol ou do Centro de Exames;
  • Nem as autoridades fiscais, nem as autoridades judiciais imputaram qualquer responsabilidade, nesta polémica, à minha pessoa;
  • Todas as investigações feitas pelas Finanças, pelo Ministério Público e pelos Tribunais, nunca tocaram a minha pessoa.

 

O grave é que V. Exa. sabe disto e não o diz, insinuando o contrário.

O grave é que falta à verdade ao mesmo tempo que se afirma como impoluto e exemplar. Mas a única preocupação que o motivou foi denegrir-me pessoal e politicamente.

Desafio-o, pois, a apresentar provas em contrário. Em causa está a minha honra e reputação, e mais uma vez repito, eu também não brinco em serviço. Apresente essas evidências daquilo que afirma e acusa.

E mais grave ainda é que neste seu último arrazoado publicado na imprensa, faz referência à minha família, mais propriamente à minha esposa.

Isso não, Sr. Mário Loureiro.

Não gostaria, certamente, que eu fizesse referência à atuação do seu filho no Brasil, à traição que me fez, após levá-lo pela mão em maio de 2007, com uma procuração com plenos poderes.

Na verdade, a sua família, o seu filho, Gonçalo Miguel de Moura Loureiro, em Outubro do mesmo ano, começou a praticar atos contra a minha pessoa e o meu património, o que levou à instauração de vários processos de natureza criminal e civil para apuramento de responsabilidades.

O seu filho, sim, está a contas com a justiça. O seu filho terá de responder em processo de prestação de contas, onde está em causa o desaparecimento de várias dezenas de milhões de reais da minha empresa no Brasil, e terá de responder também criminalmente, perante o Ministério Público,  em processos que lhe foram movidos pela sua atuação.

A diferença é que eu tenho evidências, e apresentá-las-ei, para se perceber quem é quem e onde está a verdade.

Até breve.

Fernando Tavares Pereira 

 

LEIA TAMBÉM

Direito de Resposta de José Mendes

Exm.º Sr. Diretor do Correio da Beira Serra, Na sequência da notícia publicada no dia …

José Carlos Alexandrino é o presidente da AM de Oliveira do Hospital

O ex-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital foi ontem eleito presidente da Assembleia …