Home - Outros Destaques - Fernando Tavares Pereira considera “falsas e graves acusações” de Mário Almeida no caso do Centro de Exames de Condução de Tábua

Fernando Tavares Pereira considera “falsas e graves acusações” de Mário Almeida no caso do Centro de Exames de Condução de Tábua

Fernando Tavares Pereira desafiou o ainda presidente eleito pelos socialistas da Câmara Municipal de Tábua, Mário Loureiro, para um frente a frente para esclarecer todos os pormenores o Centro de Exames de Tábua. Uma discussão que, recorde-se, teve início através de um pedido de ajuda por parte das escolas de condução a Fernando Tavares Pereira sobre o que classificavam de mau funcionamento do Centro de Exames de Condução de Tábua. Este prontificou-se de imediato a fazer o possível para resolver a situação. Deu resultado. As escolas de condução agradeceram. Já o presidente da corporação de Bombeiros não gostou e lançou acusações sobre o homem que se candidata à CM de Tábua pela coligação do PSD/CDS-PP. O empresário classifica mesmo de “muito graves as imputações” que “o Sr. Mário fez” à “sua pessoa” e considera que seria importante os tabuenses tomarem “conhecimento da verdade, devidamente documentada”. Mário Loureiro, porém, declinou o convite.

“Foi durante muitos anos funcionário dos Cartórios Notariais, pelo que não é um ignorante na matéria e tem especial conhecimento técnico dos factos societários sobre os quais falou”, começou por referir Fernando Tavares Pereira. “Efectivamente é do seu perfeito conhecimento que no período que ele classifica como negro na gestão do Centro de Exames de Tábua eu nada tinha a ver com a gestão de Fercontrol ou do Centro de Exames. Nem as autoridades fiscais nem as autoridades judiciais me imputaram qualquer responsabilidade polémica (…) Ao brandir os documentos que se socorreu, omitiu de forma intencional e consciente que todas as investigações feitas pelas Finanças, pelo Ministério Público e pelos Tribunais nunca, em momento algum, visavam a minha pessoa e o meu bom nome. O Sr. Mário sabe disto e tem conhecimento pessoal e obrigatório destes factos porque foi ele quem, na qualidade de Presidente dos Bombeiros de Tábua, acompanhou todos estes processos fiscais e judiciais (….) e sabendo tudo isto, não se coibiu de convocar uma conferência de imprensa para, socorrendo-se de documentos que, na sua plenitude, atestam que nunca estive envolvido na polémica do Centro de Exames, omitiu intencional e despudoradamente tal facto, faltando à verdade quando insinuou que, à época, era eu quem tinha responsabilidades de gestão da Fercontrol, imputando-me responsabilidades na gerência da mesma e dos propalados prejuízos que diz terem sido criados aos Bombeiros”.

Fernando Tavares Pereira salientou que desde a altura em que levantou o assunto na comunicação social, correspondendo ao pedido feito pela Associação de Empresas Exploradoras de Escolas de Condução da Zona Centro, o movimento de viaturas de instrução na vila aumentou. “Procurou difamar o meu nome para que eu tivesse um resultado negativo nas eleições, porque são muitas promessas por cumprir. Mas a minha experiência e aquilo que vejo a nível do concelho diz-me que nós vamos ter um resultado positivo. A população de Tábua está farta de ser governada por pessoas que se esqueceram do bem-fazer para todos. Vejam o que se passa com este local: já há doze anos que eram para arranjar o pavimento. Se se promete, porque é que não se cumpre?”, interrogou, dando os parabéns às escolas de condução pela atitude que assumiram, pelo empenho demonstrado depois de terem vencido a batalha da pandemia. “Em sede própria tratar-se-á deste assunto”, concluiu Fernando Tavares Pereira.

Um dos responsáveis Associação de Empresas Exploradoras de Escolas de Condução da Zona Centro agradeceu a Fernando Tavares Pereira, a quem escreveram uma carta pedindo ajuda, sublinhando que depois de ele intervir “é que as coisas se endireitaram, passando a haver mais exames”. António Luís referiu que as reuniões efectuadas pelos empresários com as entidades competentes para a resolução dos atrasos nos exames de condução revelaram-se infrutíferas. E que só depois de terem levantado o tema junto do candidato da coligação “Coragem para Mudar” “houve movimentações positivas, no sentido de se efetuarem mais exames”.

“Colocaram mais técnicos, deram mais horas de trabalho aos funcionários que cá estão e as coisas estão agora a funcionar dentro da normalidade depois de ter havido uma fase muito má no mês de agosto em que apenas havia no Centro de Exames três administrativos e dois técnicos a fazer exames”, referiu este membro daquela associação empresarial.

“Foi uma intervenção muito positiva da parte do Sr. Fernando Tavares Pereira”, acentuou, confirmando que, em termos de higiene e as condições deterioradas do pavimento, junto ao Centro de Exames, cheio de buracos e sem sinalização, não dignificam esta “sala de visitas em Tábua” com implicações na instrução dos novos condutores.

LEIA TAMBÉM

CDS-PP de Oliveira do Hospital acusa socialistas de desrespeitarem eleitores na Freguesia de São Gião

A Comissão Política Concelhia do CDS-PP de Oliveira do Hospital lamentou ontem que os elementos …

João Dinis acusa CM de Oliveira do Hospital e José Carlos Alexandrino de falta de respeito para com Assembleia de Freguesia e vítimas dos incêndios

O membro da Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca …