Home - Destaques - Festa do Bodo recria espírito solidário e afirma-se como “evento marca” em Oliveira do Hospital

Festa do Bodo recria espírito solidário e afirma-se como “evento marca” em Oliveira do Hospital

Vila Pouca a Beira prepara-se para mais uma edição da Festa da Bodo. A iniciativa de carácter solidário e cultural realiza-se já no próximo fim de semana e convida os visitantes a “experiências únicas e autênticas”.

Recuperada há uma década pelo executivo da Junta de Freguesia de Vila Pouca da Beira, a Festa do Bodo figura hoje no “calendário de eventos marca” do concelho de Oliveira do Hospital. Acontece assim pela teimosia das gentes de Vila Pouca da Beira que quiseram devolver à terra a tradição de os ricos distribuírem oferendas pelos mais pobres e que, este ano, pese embora a nova organização administrativa do território, a União de Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira não quis deixar cair.

“Ajuda a divulgar a nossa terra”, referiu ao início da tarde o presidente da União de Freguesias que, também responsável por Vila Pouca da Beira dá por bem empregue a dedicação na preparação da Festa do Bodo que vai decorrer nas imediações da Junta de Freguesia e vai contar com a participação de 105 expositores. “Tentamos sempre fazer mais e melhor”, disse Licínio Neves. Um propósito partilhado por Catarina Correia, eleita de Vila Pouca da Beira e secretária na União de Freguesias que, esta tarde, anunciou melhorias na edição do próximo ano. “O executivo não vai desistir da Festa do Bodo”, assegurou a jovem autarca dando como certa a continuidade da “partilha entre o rico e o pobre”. Um tradição que , explicou Vitor Costa, presidente da Assembleia da União de Freguesias resultou da necessidade, em tempos idos, de os mais ricos suprirem as necessidades dos mais pobres depois de fustigados pela pesta negra. “Escolheu-se o dia de S. Sebastião em que o povo mais abastado fazia pão ou outros alimentos para distribuir pelos mais pobres”, contou.

E vai ser de facto o “espírito solidário” associado ao Bodo que vai prevalecer na iniciativa que Vila Pouca da Beira se prepara para acolher no próximo sábado e domingo. “A ideia é transparecer bem o que é bodo”, referiu Hugo Pais, contando que na organização do cartaz houve o cuidado de envolver grupos medievais e culturais por forma a recriar a época. Do mesmo modo, o evento vai ser enriquecido com a real distribuição do bodo, em charrette, pela localidade de Vila Pouca da Beira.

Na apresentação da Festa do Bodo, a vereadora da Cultura na Câmara de Oliveira do hospital apreciou a preocupação do novo executivo em “dar maior ênfase cultural e histórica, procurando retratar a história dos antepassados e dar informação a quem visita do que é a Festa do Bodo”. “Fico satisfeita em que haja continuidade”, frisou Graça Silva, valorizando o facto de a União de Freguesias se preocupar em trazer para a Festa do Bodo “a nossa riqueza cultural e patrimonial”.

De partida para a 11ª edição da Festa do Bodo, o vice-presidente da Câmara e presidente da ADI situa a iniciativa no “calendário de eventos marca” do concelho de Oliveira do Hospital, que vai ao encontro “da campanha que o município desenvolve com as freguesias de Venha e Descubra Oliveira do Hospital”, com o propósito de atraírem visitantes ao concelho. Na opinião de José Francisco Rolo, os anteriores executivos da Junta, bem como o atual, têm estado bem na organização de uma iniciativa temática em torno do “bodo”. “É um bom motivo”, considera o responsável que encara a Festa como uma forma “puxar uma região inteira a vir e descobrir Vila Pouca da Beira, o Vale do Alva e Oliveira do Hospital”. No fundo, considera, está um convite “a experiências únicas e autênticas”.

LEIA TAMBÉM

Jovem detido em Coimbra por alegada participação em corridas ilegais com carro sem seguro nem inspeção

Um jovem de 19 anos foi detido em Coimbra, na sexta-feira, depois de a GNR …

Ana Abrunhosa lamenta não ter ponderado enviar lei da redução das portagens nas ex-scuts para o Constitucional onde acredita seria chumbada

A ministra da Coesão Territorial lamenta não ter ponderado a possibilidade de enviar para o …