Home - Economia - Líder da autarquia de Seia anuncia centro de investigação para ajudar produtores alimentares do concelho
maior queijo de Seia

Líder da autarquia de Seia anuncia centro de investigação para ajudar produtores alimentares do concelho

O presidente da Câmara Municipal de Seia defendeu, no sábado, durante a sessão de abertura da 38ª edição da Feira do Queijo daquele concelho (que termina esta terça-feira) que a  fileira do agroalimentar tem inúmeras potencialidades e valor acrescentado, fundamentais para a dinamização da agricultura na região. Filipe Camelo sublinhou ainda que o futuro passa pela “qualificação e diferenciação dos produtos” e anunciou que a sua autarquia irá retomar a Agência de produtores Alimentares de Seia, “um centro de investigação do queijo, capaz de responder às problemáticas do sector”, que irá trabalhar “o marketing e a comercialização dos produtos”.

quinta_tinte_PMQS (Small)“Temos a matéria-prima, o saber, conhecimento e empresários dinâmicos”, justificou o autarca, que tinha ao seu lado com o Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Amândio Torres, defendendo que o grande objectivo da Feira do Queijo passa por “valorizar o produto mais representativo da região, continuando a dignificar e reconhecer todos os que trabalham neste sector” .

O líder da autarquia não se esqueceu ainda de lembrar ao membro do Governo que um dos grandes problemas da região continuam a ser “as acessibilidades”. “É um obstáculo ao crescimento e desenvolvimento da região que nos desqualifica e nos impede de ser mais atractivos e mais competitivos”, frisou, deixando o desafio ao Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural para que “se concluam os itinerários complementares (IC) 6, 7 e 37, há muito prometidos”. Talvez com essas vias aumentassem “os milhares de visitantes” que mesmo assim passaram pelo local, para saborear e adquirir os produtos locais.IMG_8932 (Small)

Amândio Torres, porém, não se alongou sobre o assunto. Limitou-se a concordar com criação de um centro de competências, alicerçado no conhecimento das entidades existentes no território, como a ANCOSE – Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Serra, da ESTRELACOOP – Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrela, e que seja capaz de “diversificar e promover novos produtos” que potenciem mais “a grande marca que é a serra da Estrela”.

Um dos momentos marcantes do certame foi a produção ao vivo de um queijo de 68 quilos, o maior de Seia. Foram necessários 400 litros de leite de ovelha, sal e flor de cardo, como coagulante, para que sete produtores do concelho conseguissem um queijo que vai agora para “maturação”. O resultado final será conhecido apenas no certame do próximo ano.

 

LEIA TAMBÉM

Autarcas Filipe Camelo e Paulo Pina distinguidos com prémios “Viriatos” do “Oh Meu Deus”

A organização da prova de resistência extrema Oh meu Deus que decorreu, este fim-de-semana, pela …

Alunos de Celorico da Beira, Gouveia e Oliveira do Hospital em Viseu para aprenderem a ser pastor

A Escola Superior Agrária de Viseu (ESAV) acolheu hoje 11 novos alunos na Escola de …