Home - Outros Destaques - Francisco Rodrigues dos Santos promete cumprir o cargo que os oliveirenses lhe confiarem

Francisco Rodrigues dos Santos promete cumprir o cargo que os oliveirenses lhe confiarem

O presidente do CDS-PP disse hoje que é candidato à assembleia municipal de Oliveira do hospital para combater o centralismo, para mostrar aos políticos o interior e o país real e que irá cumprir o mandato que os oliveirenses lhe confiarem. O líder dos populares falava durante a apresentação dos candidatos da coligação do PSD/CDS-PP, liderada pelo social-democrata Francisco Rodrigues, à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e às juntas de Freguesia daquele concelho.  Uma cerimónia que contou também com a participação do euro deputado Paulo Rangel.

“Depois das eleições autárquicas, seja eleito para as funções que o povo oliveirense me queira destinar, eu fico, eu cumprirei o meu mandato até ao final, eu honrarei o legado e o voto de confiança de todos os oliveirenses”, assumiu, ele que aceitou este desafio também para combater o centralismo. “O centralismo combate-se com voz, com confronto, porque a política é feita com disputa, combate, para lembrar que há um Portugal real que não pode ser negligenciado por quem governa este país”, justificou Francisco Rodrigues dos Santos, acrescentando que os políticos, em Lisboa, “não sabem o que é ter de percorrer quilómetros, muitas vezes sem cobertura de transportes públicos, para se ter acesso a uma escola, a um centro de saúde, a internet de banda larga ou até a saneamento básico”.

“É um país real que não pode ser esquecido nem ignorado por aqueles que de Lisboa querem decidir a vida daqueles que vivem no interior de Portugal, porque Portugal não é Lisboa e o resto não é paisagem e porque está na hora de juntos colocarmos Oliveira do Hospital no mapa, reclamando também decisões centrais do poder político nacional que possam aproveitar o desenvolvimento da nossa região”, prometeu.

Francisco Rodrigues dos Santos reafirmou que encara este desafio “por amor, compromisso, dever, sentido de serviço” à sua terra natal, onde hoje foram feitos os discursos, no Senhor das Almas, freguesia de Nogueira do Cravo, e para “dizer aos políticos que não conhecem o interior do país” apesar de falarem “de coesão territorial sem saber o que ela significa”.

 

LEIA TAMBÉM

Assessor do candidato do PS, Henrique Barreto, insultou de “forma obscena” cabeça de lista do PSD-CDS/PP

O líder do partido Chega em Oliveira do Hospital conta o que se passou, no …

A angústia de um produtor oliveirense de queijo Serra da Estrela DOP que pondera abandonar a actividade no final do ano

O pastor Paulo Rogério é um dos maiores produtores de queijo da Serra da Estrela …