Home - Últimas - Guarda vai investir 1,2 milhões de euros na ampliação da Plataforma Logística

Guarda vai investir 1,2 milhões de euros na ampliação da Plataforma Logística

A Câmara Municipal da Guarda vai investir mais de 1,2 milhões de euros na execução da terceira fase de expansão da Plataforma Logística, para criar 41 novos lotes de terreno. “Numa altura em que a maior área empresarial do concelho se encontra apenas com cinco lotes disponíveis para venda, a Câmara vai mesmo avançar com obras de infraestruturação do terreno disponível, onde deverão surgir mais 41 lotes de terreno, perfazendo um total de 197 lotes”, refere o município da Guarda em comunicado.

A obra de requalificação e ampliação da Plataforma Logística da Guarda – 3.ª fase, segundo o comunicado, “corresponde a um investimento de mais de 1 milhão e 250 mil euros” e compreende rede viária, plano de acessibilidades, redes de drenagem pluvial, de abastecimento de água, de drenagem de águas residuais, de incêndios, projecto eléctrico e de infraestruturas de telecomunicações, rede de gás natural, arranjos exteriores e sinalização.

O município deliberou na última reunião do executivo proceder ao lançamento do concurso público da empreitada que será candidatada a fundos europeus. Segundo o presidente da autarquia, Carlos Chaves Monteiro, a candidatura terá de ser submetida até ao dia 30. O projecto de ampliação da Plataforma Logística da Guarda foi elaborado “globalmente” pelos técnicos do município, indicou, referindo ainda que a expansão pretende evitar que sejam esgotados os lotes disponíveis e, depois, a autarquia “não poder dar resposta a outros [empresários] que venham” a manifestar interesse em instalar-se no local.

A Plataforma Logística, edificada perto da localidade de Gata, nas proximidades da cidade da Guarda, integra a rede nacional de plataformas logísticas e é “uma estrutura de operação internacional e um interface privilegiado para a actividade empresarial e industrial”, segundo o município. O equipamento, que possui uma localização geoestratégica de “excelência no âmbito ibérico e europeu”, visa “potenciar a circulação de mercadorias e as transacções comerciais intensificando a importação e exportação, facultando também excelentes condições para a actuação nacional e regional”.

Segundo a fonte, a Plataforma Logística da Guarda “encontra-se exactamente na confluência das autoestradas A25 [Aveiro/Vilar Formoso] e A23 [Guarda/Torres Novas], principais eixos de ligação rodoviária a toda a Europa, a todo o litoral de Portugal e à sua capital, Lisboa, e a apenas 40 minutos da fronteira com Espanha”. O espaço empresarial conta também com um Parque TIR para apoio à camionagem, com 110 lugares e estacionamento para viaturas pesadas (15 deles específicos para transporte de frio), acrescido de 27 lugares para estacionamento de viaturas ligeiras.

 

LEIA TAMBÉM

GNR deteve três pessoas em Vilar Formoso por auxílio à imigração ilegal

A GNR de Vilar Formoso deteve hoje um homem de 30 anos por auxílio à …

Sindicato exige soluções para problemas dos trabalhadores da Câmara de Tábua

O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) acusou hoje a Câmara de Tábua de …