Home - Destaques - Há 10 anos a levar longe o nome de Oliveira do Hospital e da ESTGOH (Com vídeo)

Há 10 anos a levar longe o nome de Oliveira do Hospital e da ESTGOH (Com vídeo)

A Estotuna D’Espital está de parabéns. A Tuna masculina saída do seio da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital comemora o 10º aniversário e assinala a efeméride com um concerto que tem lugar amanhã, pelas 21h30, na Casa da Cultura César Oliveira.

É de satisfação o sentimento que é partilhado pelos tunos que, por estes dias, comemoram o 10º aniversário da Estotuna D’Espital. O projeto académico foi criado em janeiro de 2004 no seio da ESTGOH e desde aí tem sabido resistir às ameaças que pairam sobre uma escola do interior e conseguido levar longe o nome da ESTGOH e do concelho de Oliveira do Hospital. Prova disso é a comemoração deste “marco histórico” e que dá ainda mais ânimo aos elementos da Tuna em levar por diante o projeto.

“Durante estes 10 anos temos corrido o país de Norte a Sul”, conta ao correiodabeiraserra.com, Marcos Prata, antigo estudante da ESTGOH, licenciado em Administração e Finanças que se mantém ligado ao projeto pelo gosto que isso lhe dá e também com o propósito de, juntamente com outros ex alunos da Escola, manter viva a Estotuna D’Espital.

“A escola não tem estado muito famosa e isso reflete-se na tuna”, refere Marcos Prata, notando porém que a Tuna tem sabido chamar a si jovens estudantes que têm gosto pela música e pelo espírito académico tão peculiar a este tipo de projetos. “Dos 20 elementos, 15 são atuais estudantes”, refere com satisfação o antigo da aluno da ESTGOH, que espera que a tuna consiga alargar o seu número de elementos. Ainda assim, Marcos Prata entende que o tamanho da Tuna está adequado à dimensão da ESTGOH e refere que também não é por esse motivo que a Estotuna D’Espital deixa de participar ou de ser convidada para eventos que acontecem por todo o país.

“Acabámos de ser convidados para participar no festival de Tunas dos Açores, que vai acontecer nos dias 15 e 16 de março”, contou a este diário digital o jovem, referindo que a Tuna oliveirense tem marcado presença em vários eventos académicos e arrecadado prémios, entre os quais o mais cobiçado entre o grupos do género, o “Tuna mais Tuna”.

Para além de participar em eventos académicos, a Estotuna D’Espital orgulha-se de estar perfeitamente integrada na comunidade concelhia, sendo por variadas vezes convidada a participar em programas culturais na cidade e nas várias freguesias do concelho e de até promover, com o apoio da Junta de Freguesia de Oliveira do Hospital, o Festival de Tunas – Festa.coh.

Com um repertório rico, a Estotuna D’Espital conta já com sete músicas próprias. Entre os objetivos a alcançar está a gravação de um CD, que ainda não foi possível pelos custos que lhe estão associados e a que o grupo não consegue fazer face com as receitas que vai auferindo.

Alcançados os 10 anos de atividade, é desejo de todos os elementos da Tuna que o projeto vingue por, pelo menos, mais 10 anos. Para que tal aconteça, esperam que a ESTGOH resista ao mau momento por que está a passar e consiga atrair cada vez mais alunos ao concelho e à região.

No imediato, a Estotuna D’Espital quer brindar o concelho de Oliveira do Hospital com o seu repertório. E na comemoração do aniversário, surpreende os oliveirenses com a entrada livre para um concerto que vai ter lugar amanhã, 25 de janeiro, pelas 21h30, na Casa da Cultura César Oliveira.

LEIA TAMBÉM

Rui Rio acredita que o PSD pode recuperar segundo deputado na Guarda

O líder do PSD esteve esta manhã numa arruada na Guarda, onde se mostrou confiante …

Eleitores em confinamento vão poder sair para votar no dia 30 de Janeiro em horário específico

A ministra da Justiça e ministra da Administração Interna, Francisca Van Dunem, esclareceu hoje que …