Home - Destaques - Há 10 anos a levar longe o nome de Oliveira do Hospital e da ESTGOH (Com vídeo)

Há 10 anos a levar longe o nome de Oliveira do Hospital e da ESTGOH (Com vídeo)

A Estotuna D’Espital está de parabéns. A Tuna masculina saída do seio da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital comemora o 10º aniversário e assinala a efeméride com um concerto que tem lugar amanhã, pelas 21h30, na Casa da Cultura César Oliveira.

É de satisfação o sentimento que é partilhado pelos tunos que, por estes dias, comemoram o 10º aniversário da Estotuna D’Espital. O projeto académico foi criado em janeiro de 2004 no seio da ESTGOH e desde aí tem sabido resistir às ameaças que pairam sobre uma escola do interior e conseguido levar longe o nome da ESTGOH e do concelho de Oliveira do Hospital. Prova disso é a comemoração deste “marco histórico” e que dá ainda mais ânimo aos elementos da Tuna em levar por diante o projeto.

“Durante estes 10 anos temos corrido o país de Norte a Sul”, conta ao correiodabeiraserra.com, Marcos Prata, antigo estudante da ESTGOH, licenciado em Administração e Finanças que se mantém ligado ao projeto pelo gosto que isso lhe dá e também com o propósito de, juntamente com outros ex alunos da Escola, manter viva a Estotuna D’Espital.

“A escola não tem estado muito famosa e isso reflete-se na tuna”, refere Marcos Prata, notando porém que a Tuna tem sabido chamar a si jovens estudantes que têm gosto pela música e pelo espírito académico tão peculiar a este tipo de projetos. “Dos 20 elementos, 15 são atuais estudantes”, refere com satisfação o antigo da aluno da ESTGOH, que espera que a tuna consiga alargar o seu número de elementos. Ainda assim, Marcos Prata entende que o tamanho da Tuna está adequado à dimensão da ESTGOH e refere que também não é por esse motivo que a Estotuna D’Espital deixa de participar ou de ser convidada para eventos que acontecem por todo o país.

“Acabámos de ser convidados para participar no festival de Tunas dos Açores, que vai acontecer nos dias 15 e 16 de março”, contou a este diário digital o jovem, referindo que a Tuna oliveirense tem marcado presença em vários eventos académicos e arrecadado prémios, entre os quais o mais cobiçado entre o grupos do género, o “Tuna mais Tuna”.

Para além de participar em eventos académicos, a Estotuna D’Espital orgulha-se de estar perfeitamente integrada na comunidade concelhia, sendo por variadas vezes convidada a participar em programas culturais na cidade e nas várias freguesias do concelho e de até promover, com o apoio da Junta de Freguesia de Oliveira do Hospital, o Festival de Tunas – Festa.coh.

Com um repertório rico, a Estotuna D’Espital conta já com sete músicas próprias. Entre os objetivos a alcançar está a gravação de um CD, que ainda não foi possível pelos custos que lhe estão associados e a que o grupo não consegue fazer face com as receitas que vai auferindo.

Alcançados os 10 anos de atividade, é desejo de todos os elementos da Tuna que o projeto vingue por, pelo menos, mais 10 anos. Para que tal aconteça, esperam que a ESTGOH resista ao mau momento por que está a passar e consiga atrair cada vez mais alunos ao concelho e à região.

No imediato, a Estotuna D’Espital quer brindar o concelho de Oliveira do Hospital com o seu repertório. E na comemoração do aniversário, surpreende os oliveirenses com a entrada livre para um concerto que vai ter lugar amanhã, 25 de janeiro, pelas 21h30, na Casa da Cultura César Oliveira.

LEIA TAMBÉM

“José Carlos Alexandrino está na lista negra da Caixa Agrícola”

O candidato da coligação do PSD/CDS-PP disse hoje que o ainda presidente da Câmara Municipal …

“José Carlos Alexandrino está na lista negra da Caixa Agrícola”

O candidato da coligação do PSD/CDS-PP disse hoje que o ainda presidente da Câmara Municipal …