Home - Últimas - Homem presente a tribunal em Coimbra por violência doméstica, tendo mesmo mordido o nariz da vítima
Novo Mapa judiciário entra em vigor segunda-feira, Tribunal de Oliveira do Hospital reduzido Secção de competência genérica e Câmara só discutiu assunto a 24 de Julho

Homem presente a tribunal em Coimbra por violência doméstica, tendo mesmo mordido o nariz da vítima

O Ministério Público de Coimbra acusou um homem de 52 anos, suspeito do crime de violência doméstica, em Coimbra. O homem foi apresentado a primeiro interrogatório judicial, no sábado, indiciado pela prática do crime de violência doméstica e os factos que o tribunal considerou “fortemente indiciados ocorreram nesse mesmo dia, no concelho de Coimbra”, referiu a Procuradoria da República da Comarca de Coimbra.

Segundo a mesma fonte, o arguido “insultou a vítima, com quem é casado, dirigindo-lhe expressões e nomes ofensivos, agarrou-a pelo queixo, desferiu-lhe uma dentada no nariz e um murro na nuca, fazendo com que a mesma fosse embater com a cabeça na parede, caindo no chão, inanimada”.

Na sequência do sucedido, a PSP de Coimbra acorreu “ao local dos factos e procedeu à detenção do arguido”.

Presente a primeiro interrogatório judicial, ao arguido foi determinado que aguardasse o desenvolvimento do processo sujeito às medidas de coacção de “obrigação de apresentação periódica, uma vez por semana”, em qualquer posto policial, bem como proibição de contactar a vítima por qualquer meio. O homem foi ainda proibido de se aproximar ou permanecer na casa de morada de família e local de trabalho da vítima, assim como obrigado a “abandonar a casa de morada de família”.

A investigação é dirigida pelo Ministério Público da Secção Especializada em Violência Doméstica do Departamento de Investigação e Acção Penal da Comarca de Coimbra, com a coadjuvação da PSP de Coimbra.

 

LEIA TAMBÉM

“Caso nada se faça, a extinção destes hospitais [do interior, como o Sousa Martins, na Guarda] será o resultado previsível…”

O Sindicato Independente dos Médicos – SIM/Centro considera que situação a do Hospital Sousa Martins …

Presidente da AF Guarda não concorda com suspensão de 30 dias aplicada ao árbitro Rui Ventura

O presidente da direcção da Associação de Futebol da Guarda não concorda com o castigo …