Home - Últimas - Hospital alemão começou a utilizar transfusões de plasma de recuperados da COVI-19

Hospital alemão começou a utilizar transfusões de plasma de recuperados da COVI-19

O Hospital Universitário Erlangen, no sul da Alemanha, recebeu este fim-de-semana autorização das autoridades de saúde para produzir plasma terapêutico com o qual tratar doentes com covid-19. O primeiro passo passa pelo desenvolvimento de plasma terapêutico, a partir do plasma sanguíneo de doentes já curados, que o hospital apelou a doarem. Na terça-feira, o apelo foi feito e, em pouco tempo, mais de 200 dadores se apresentaram.

O professor Holger Hackstein explicou que um doente que superou o novo coronavírus pode desenvolver anticorpos que ajudam outros doentes. “A doação de plasma dura 45 minutos e não é mais do que uma doação normal de sangue”, disse o especialista. Segundo Hackstein, a produção de plasma pode ser iniciada de imediato, graças a uma boa adesão dos dadores.

O hospital Erlangen é o primeiro na Alemanha a receber autorização para o fabrico de plasma terapêutico. “Quanto mais hospitais usarem esse método, melhor, porque as necessidades são grandes”, disse Hackstein.

A Alemanha, com 96.108 casos confirmados, é o quarto país do mundo com maior número de infectados por covid-19, atrás dos Estados Unidos da América, Itália e Espanha.

LEIA TAMBÉM

Carro de Bombeiros capotou em Celorico da Beira e há dois feridos graves

Uma viatura dos bombeiros de Loures capotou hoje à tarde, em Celorico da beira, durante …

Incêndios em Nelas também já foram dominados

Governo reconhece necessidade de ajustes no combate ao fogo que lavra na Serra da Estrela

O Ministério da Administração Interna (MAI) informou hoje que foram identificadas situações que do ponto …