Home - Opinião - Incúria no processo de Testagem e Vacinação de Crianças e Jovens Em Oliveira do Hospital. Autor: João Dinis

Incúria no processo de Testagem e Vacinação de Crianças e Jovens Em Oliveira do Hospital. Autor: João Dinis

Centro de Saúde de Oliveira do Hospital e Ministério da Saúde do Governo PS

E por arrasto a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital

Demonstram incúria no processo de Testagem e Vacinação de Crianças e Jovens

Em Oliveira do Hospital.

 E, assim, continuam a não estar à altura das necessidades e das responsabilidades no atribulado processo de combate e controlo da Pandemia, desde logo no nosso Município.

Começamos por assinalar o contraste entre o “apagão institucional” em que, meses a fio, se tem mantido a Directora do Centro de Saúde de Oliveira do Hospital – cargo de nomeação política por parte da (ainda) Ministra da Saúde – e o continuado exercício verbal por parte do “pivot covidiano” enquanto Presidente da Câmara Municipal que não cessa de empalear a Comunicação Social e os nossos ouvidos com o debitar de números estatísticos relativos à Pandemia “embrulhados” numa autêntica “conversa da treta”.

Quanto à Vacinação das Crianças e Jovens estes (ir)responsáveis, por exemplo, não foram capazes de descentralizar o processo e fazem correr para Oliveira do Hospital as Crianças e acompanhantes para elas serem vacinadas numa sala dentro da Cidade. Por isso, há marcações para as primeiras Crianças se apresentarem (no Inverno…) pelas 8 horas e meia da manhã no Pavilhão dos Bombeiros Voluntários para se vacinar !…  Eu próprio lá tive que levar até Oliveira do Hospital (e trazer) a minha filhota (seis anitos) a ser vacinada – num Domingo – com a 1ª dose desta Vacina anti Covid e, apesar da competência dos Técnicos de Saúde presentes, demorámos hora e meia desde o entrar ao sair da sala de vacinação.

Eu fui vacinado dentro da “minha” Escola Primária, há mais de 60 anos atrás ! E agora ?

É óbvio que, hoje, as Vacinas anti-Covid são diferentes por natureza de outras Vacinas. É certo que a pandemia tem sido dura e muito contagiosa.  Mas, hoje, também são diferentes – sem dúvida que para melhor – as condições logísticas, técnicas e humanas, desde logo do SNS, Serviço Nacional de Saúde, do que eram há muitas décadas atrás quando eu, criança então com cinco e depois seis anos, fui vacinado contra uma série de vírus dentro do edifício da “minha” Escola Primária !  Ou seja, há decisões políticas e administrativas, práticas, de hoje, designadamente deste Governo PS, que são piores – nesta matéria da vacinação de Crianças – do que foram há mais de 60 anos atrás !   É lamentável !

“Mas as Crianças , Senhor – Porque lhes dais tanta dor  ?!…”.

Versos da conhecida “Balada da Neve – aquele poema do ´batem leve, levemente, como quem chama por mim …” –  de Augusto Gil.

Processo em curso da Testagem Covid, sobretudo das Crianças e Jovens, deveria ser feito nas Escolas !

Notícias recentes apontam para que um milhão e duzentos mil Alunos estão a ser excluídos de ser testados nas “suas” Escolas !   Uma brutalidade que revela bem uma grande incúria (para ficarmos por incúria…), nesta matéria, por parte do Governo PS.

Ora, também Oliveira do Hospital está “contaminada” por uma tal “doença”…  No mínimo, trata-se de uma autêntica incúria partilhada pelo Centro de Saúde, Ministério da Saúde e Ministra da Saúde – esta a cabeça de lista do PS às próximas Eleições Legislativas pelo distrito de Coimbra – também do Ministro da Educação, do Governo e Primeiro-Ministro em exercício.

Mas também por parte da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e do seu Presidente em especial que, tal como já se disse, se mantém como “pivot covidiano” da Câmara mas descura medidas práticas a tomar.

Acresce que em Municípios vizinhos, as respectivas Câmara Municipais, certamente com o apoio dos Centros de Saúde locais, até  montaram centros específicos de testagem “rápida” Covid precisamente para Crianças e Jovens nos quais os familiares dessas Crianças também se podem inscrever para testagens “adultas”.

Ora, ainda assim, as testagens à Covid deveriam ser feitas nas próprias Escolas também porque mesmo que apareçam casos de Crianças e Jovens positivos a respectiva turma não vem toda para casa…

Já agora, a Escola Superior de Tecnologia a Gestão de Oliveira do Hospital, ESTGOH, faz a testagem dos seus alunos ou seja, os alunos mais “matulões”, já adultos, fazem testagem na “sua“ Escola, a ESTGOH, mas as Crianças têm que ser levadas, muitas vezes longe, para fazerem  o teste, com os familiares a terem de as inscrever previamente, para o efeito,  em Farmácias e Laboratórios  !   É lamentável um tal processo, e não estamos a pôr em causa a eficácia técnica dessas Entidades que estão protocoladas com o Governo para fazerem os testes Covid.

Então onde param e que fazem  as duas “carrinhas” – compradas com dinheiros públicos – que vieram para o Concelho supostamente para prestarem cuidados de saúde ? !

Voltamos a questionar o que é feito dessas “Carrinhas” ?  A propósito, lembramos a propaganda repetidamente feita designadamente pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e seu ex-Presidente – agora candidato PS às próximas Eleições Legislativas – sobre o assunto.  Sim, disseram-nos que as duas (?) “Carrinhas” do estilo iam servir, designadamente, para prestar serviços de saúde sobretudo à periferia do Concelho.  Pois então por onde andam elas  e quem lhes destina os percursos e finalidades ?

A nosso ver, essas duas Carrinhas – pagas com o nosso dinheirinho público – poderiam muito bem servir, por exemplo, para se deslocarem às Escolas e assim apoiarem a testagem Covid às Crianças, nas suas Escolas.

Aliás que pensa desta hipótese a Direcção do Mega-Agrupamento Escolar ?   Ou também está em “apagão institucional ” ?…

12 Janeiro 2022

 

 

João Dinis, Jano

 

Nota em rodapé:

Ministério da Saúde PS, em Oliveira do Hospital, recusa o diálogo e nem sequer autoriza visita, ao Centro de Saúde, de Candidatos pela CDU às Eleições.

De facto, a Direcção do Centro de Saúde em Oliveira do Hospital tem-se recusado a receber e a dialogar com Candidatos CDU, muito recentemente até com Candidatos CDU às próximas Eleições Legislativas de 30 de Janeiro.  Recusou mesmo que a 10 de Janeiro Candidatos CDU fossem visitar o interior do Centro de Saúde o que é um abuso de poder !

Assim, revela um comportamento antidemocrático que é inadmissível ademais enquanto responsáveis por um sector público importante e sobrecarregado pela Pandemia.  É também injusto pois o PCP e a CDU tudo têm feito, como é sabido, para defender, reforçar e dignificar o Serviço Nacional de Saúde, SNS, acção que, aliás, assumem manter no futuro.

Talvez pretendam esconder incúrias e incompetências na função.  Talvez recebam ordens da Ministra da Saúde e candidata PS por Coimbra para isso mesmo.  É um comportamento antidemocrático e intolerável que também serve para alimentar suspeições e críticas evitáveis sobre o SNS como tal que, diga-se, não tem propriamente a culpa deste tipo de comportamento por parte de (ir)responsáveis pela Saúde através de nomeação política PS !

LEIA TAMBÉM

Crónicas de Lisboa: A Primeira Viagem da Minha Vida

Todos nós podemos eleger uma primeira viagem que tenhamos efectuado na nossa vida, que nos …

A velocidade da Terra… Autor: António Piedade

Vivemos em movimento! Não nos apercebemos, mas viajamos pelo Espaço a uma velocidade estonteante para …