Home - Outros Destaques - JF de Travanca de Lagos acusa PS “de mentir e atentar contra a honra e bom nome dos membros daquela instituição”

JF de Travanca de Lagos acusa PS “de mentir e atentar contra a honra e bom nome dos membros daquela instituição”

Os elementos do ainda executivo da Junta de Freguesia de Travanca de Lagos, e candidatos pela coligação do PSD/CDS-PP, classificam as afirmações PS distribuídas numa carta à população daquela autarquia do concelho de Oliveira do Hospital de “atentatórias ao bom nome e honra da Junta de Freguesia de Travanca de Lagos e dos elementos que a compõem”.

A estrutura liderada Ana Falcão de Brito, numa declaração, “repudia veementemente” a postura institucional da concelhia do Partido Socialista e assegura que o caso seguirá agora a via judicial.  Os responsáveis por aquela autarquia enfatizam ainda que as afirmações são “violadoras dos mais elementares e consagrados princípios democráticos” e que os seus autores terão de fazer prova das graves e injustas declarações” que divulgaram no local próprio.

O PS de Oliveira do Hospital acusa, numa carta, os actuais elementos, entre outros factos, de terem forçado a demissão daquele que tinha sido eleito como presidente de junta em 2017. Acusam-nos ainda de reivindicar junta da Câmara projectos de interesse pessoal. Os socialistas garantem ainda que foram investidos 500 mil euros “só neste mandato” em Travanca de Lagos. O PS culpa, por outro lado, o executivo de ter deixado cair obras que tinha protocolado com a Câmara para 2021 para se apresentar como candidato pela coligação.

O líder da candidatura “Construir o Futuro”, que participou na conferência de imprensa onde foram divulgados estes dados, considerou que estes ataques dos mais vis, mais baixos e rasteiros que pode haver. “A campanha do PS é simplesmente baseada na mentira e neste tipo de ataques. Nunca a nossa candidatura fez ataques pessoais ao candidato adversário. Mas o PS aposta nisso e na mentira”, referiu Francisco Rodrigues.

“Ao contrário daquilo que diz o PS, Ana Falcão de Brito limitou-se a cumprir a lei substituindo quem à primeira contrariedade resolveu fugir. O PS também sabe que não foi a Junta de Travanca de Lagos que faltou ao compromisso, mas sim a Câmara que tentou até ao último momento que estes elementos fossem candidatos pelo PS e só depois realizar as obras”, referiu Francisco Rodrigues, sublinhando que nunca foram realizados investimentos no valor de 500 mil euros. “Se isso tivesse acontecido estes elementos seriam agora candidatos pelo PS, porque o que eles pretendem é o desenvolvimento e o melhor para a população da freguesia. Mas quando foram confrontados com o facto de que esta equipa só avançaria pelo PS depois de realizarem as obras, a Câmara demitiu-se do compromisso. E só depois dessa recusa é que estes elementos, que já tinham sido convidados há muito, se mostraram disponíveis para avançar pelo nosso projecto, o único que lhes dá garantias de cumprirem as obras que têm previstas para o seu mandato”, concluiu.

LEIA TAMBÉM

UF de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira lembrou vítimas dos incêndios

Num dia em que muitos populares se manifestaram indignados com as festas agendadas para a …

Festas em Oliveira do Hospital no dia de aniversário dos incêndios de 2017: Caldo entornado… Memórias e Sentimentos ignorados. «In Memoriam»

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital promove hoje, dia 15 de Outubro e amanhã …