Home - Últimas - Joe Berardo e advogado detidos pela PJ

Joe Berardo e advogado detidos pela PJ

O empresário madeirense Joe Berardo e o advogado que o representa, André Luiz Gomes, foram detidos no decorrer de uma operação da Polícia Judiciária por burlas em financiamentos concedidos pela Caixa Geral de Depósitos (CGD). A mega-operação decorreu em Lisboa, no Funchal e em Sesimbra, avança o Correio da Manhã, segundo o qual o juiz Carlos Alexandre é um dos envolvidos na operação que levou a estas detenções.

A investigação decorre desde 2016 por haver suspeitas da prática dos crimes de administração danosa, burla qualificada, fraude fiscal e branqueamento. De acordo com comunicado enviado pela PJ, a investigação identificou procedimentos internos em processos de concessão, reestruturação, acompanhamento e recuperação de crédito, contrários às boas práticas bancárias e que podem configurar a prática de crime.

“A operação da PJ incidiu sobretudo num grupo económico, que entre 2006 e 2009, contratou quatro operações de financiamentos com a CGD, no valor de cerca de 439 milhões de Euros. Este grupo económico tem incumprido com os contractos e recorrido aos mecanismos de renegociação e reestruturação de dívida para não a amortizar.”, lê-se no comunicado.

De acordo com informação avançada por esta autoridade, foram efectuadas 51 buscas, 22 buscas domiciliárias, 25 buscas não domiciliárias, 3 buscas em instituição bancária e uma busca num escritório de advogados. A operação envolveu 180 profissionais, 138 da PJ, 26 da AT,9 do MP e 7 JIC.

LEIA TAMBÉM

Arganil espera mais de 1400 atletas para o Desafio Picos do Açor

A prova Desafio Picos do Açor, de trail running, vai trazer a Arganil 1450 atletas …

Duplicação do troço do IP3 entre Santa Comba Dão e Viseu deve arrancar em 2023, diz o Governo

O Ministério das Infra-estruturas disse hoje esperar que as obras da empreitada de duplicação do …