Home - Região - Oliveira do Hospital - José Carlos Alexandrino defende Ministro do Ambiente e diz que reforma da água irá resolver problemas dos municípios de baixa densidade
Mistério do consumo de mais de 1300 litros de água por dia em casa desabitada em Andorinha continua e proprietários ainda não sabem se vão ter ou não de pagar

José Carlos Alexandrino defende Ministro do Ambiente e diz que reforma da água irá resolver problemas dos municípios de baixa densidade

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital colocou-se na Assembleia Municipal de quinta-feira ao lado do Ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, e da reforma do sector das águas que este governante está a levar a cabo e que vai baixar as tarifas. Esta medida, explicou José Carlos Alexandrino, irá resolver o problema de sustentabilidade financeira dos municípios de baixa densidade. As poupanças que vão resultar da medida para o município, diz, podem vir a ser aplicadas para reduzir levemente os custos da factura aplicada aos munícipes e para ampliar para os 98 por cento ou mesmo 100 por cento a rede de saneamento do concelho.

O autarca de Oliveira do Hospital, em resposta a Luís Lagos do CDS-PP, que fez questão de chamar ao debate os méritos desta iniciativa, disse ter grande admiração por aquele governante, o qual já defendeu “num grande combate feroz”. “Ninguém defendeu mais acerrimamente o Ministro José Moreira da Silva que o presidente do Município de Oliveira do Hospital, num grande combate feroz, até com o presidente da Associação Nacional de Municípios”, explicou Alexandrino, adiantando que nesse “combate” contou com o apoio dos presidentes dos municípios de Vila Real e Viana do Castelo. “Este ministro, se levar a reforma em frente, merece admiração. Ele resolve um problema de sustentabilidade financeira de todos os municípios do interior. As tarifas baixaram enormemente”, reconheceu.

Antes, o eleito pelo CDS-PP, Luís Lagos, congratulou-se com esta medida. “É uma das medidas que mais defendem o interior. Coloca o contribuinte de Lisboa a pagar a água mais cara para nós a podermos pagar mais barata. Defende os territórios de baixa densidade”, apontou, deixando depois um concelho ao executivo para aplicar essas poupanças no apoio à natalidade. “Com esta medida a autarquia vai ter um desafogo enorme e quero pedir que esse dinheiro seja aplicado em medidas de apoio à natalidade. Que essa redução seja repercutida no consumidor, mas que também seja aplicada no apoio à natalidade”, defendeu o eleito do CDS-PP.

LEIA TAMBÉM

Assessor do candidato do PS, Henrique Barreto, insultou de “forma obscena” cabeça de lista do PSD-CDS/PP

O líder do partido Chega em Oliveira do Hospital conta o que se passou, no …

A angústia de um produtor oliveirense de queijo Serra da Estrela DOP que pondera abandonar a actividade no final do ano

O pastor Paulo Rogério é um dos maiores produtores de queijo da Serra da Estrela …